LIVRO “O PRÍNCIPE LEOPARDO” – ELIZABETH HOYT

O ENREDO DO LIVRO

Lady Georgina Maitland é rica e por isso não se sente obrigada a se casar. Com a herança que recebeu de uma parente, ela tem a liberdade de viver a vida do seu jeito, sem se preocupar financeiramente e poder fazer o que quiser. Casar ou ter casos amorosos não estão em seus planos, até conhecer Harry Pye, o administrador de suas terras em Yorkshire.

Harry Pye é apenas um simples administrador e não tem riqueza alguma. Mas sempre se interessou em cuidar de terras. Aprendeu o ofício quando ainda era criança, conseguiu obter o diploma e quando viu a vaga para trabalhar na propriedade de Georgina, não perdeu a chance. No entanto, um problema surge, quando todos do vilarejo acreditam que ele é responsável pelo envenenamento das ovelhas de Lorde Granville, seu inimigo declarado.

O que será Georgina com a atração que sente pelo seu administrador e ainda suspeito de envenenar ovelhas?

LIVRO "O PRÍNCIPE LEOPARDO"
LIVRO “O PRÍNCIPE LEOPARDO”

NARRAÇÃO E EDIÇÃO FÍSICA

A edição está lindona como o livro anterior! Amo essa capa! As folhas seguem o mesmo padrão amareladas e letras espaçadas. A narração fica em terceira pessoa com foco em Harry Pye e Georgina Maitland, mas alguns outros personagens tem a sua vez.

O LIVRO NO GERAL

Georgina não era exatamente o que eu esperava. Acreditei que por ela ser uma dama independente, ela seria menos fujona. Por duas vezes ela fez isso. Tem seus motivos, claro, mas esperava uma atitude mais imponente dela. Já Harry começou o livro falando quase nada e terminou falando quase tudo. Rsrs… Tivemos uma bela mudança nesse personagem durante a narrativa e gostei disso.

Em quase todo livro de época é sempre a mocinha que precisa se casar por ‘n’ motivos, mas em O Príncipe LeopardoElizabeth Hoyt trás uma outra visão: a mocinha não precisa se casar e o mocinho é pobre. Harry é um simples administrador das terras da protagonista e ainda é suspeito de matar ovelhas. Bem peculiar não? Gostei desse clima de suspeita que ficou ao redor do protagonista.

O Príncipe Leopardo deixou uma ou duas pontas soltas, na minha opinião. Nada que atrapalhe o andamento da história, mas depois que todo história aconteceu, eu fiquei esperando a explicação, que não veio. Porém, um ponto ainda bem positivo é o fato dos personagens não terem problemas de ajudar os outros. Um dos momentos mais lindos foi quando Harry disse ao garoto Will que poderia contar com ele caso precisasse e Harry não recuou quando o garoto precisou. Fiquei bem emocionada!

Em comparação ao O Príncipe Corvo, esse livro foi bem fraco. Foi difícil engrenar na leitura, mas depois peguei o ritmo e as coisas melhoraram. Não se tornou favorito, mas entrou nos hall das leituras leves para descontrair.

LIVRO "O PRÍNCIPE LEOPARDO"
LIVRO “O PRÍNCIPE LEOPARDO”

Ah! Ia esquecendo. Aqui temos a história do príncipe Leopardo, mas diferente do livro anterior que Anna lia um livro com a história do príncipe Corvo, aqui é a protagonista Georgina que vai contando a história do príncipe Leopardo para Harry aos pouquinhos. E também a participação de Edward, de O Príncipe Corvo, e Simon, de O Príncipe Serpente, que será uma das minhas próximas leituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *