Informações sobre as Obrigações do Cidadão com a Receita Federal

O Imposto de Renda é obrigatório para todo brasileiro, onde ele deve fazer declaração de imposto de ano em ano, prestando assim contas ao Governo sobre as suas despesas com planos de saúde, dependentes, venda de bens, pagamentos de empregados, educação de filhos, previdência privada, entre outros. Confira mais informações sobre o Imposto de Renda 2019 e como fazer a Simulação.

O Imposto de Renda 2019 traz novidades quanto ao seu pagamento e outras. Já existe forma de fazer a declaração através da internet, inclusive por meio de um software específico que pode ser baixado direto do site da Receita Federal.

Para saber se você precisa declarar ou não o Imposto de Renda 2019, existe um cálculo que você pode fazer no site da Secretaria da Receita federal do Brasil, realizando uma Simulação do Imposto de Renda 2019. Essa simulação está dividida em duas opções – você pode fazê-la para saber o cálculo mensal e anual.

Como fazer a Simulação de Declaração do IR

Acessando a página do site da Receita Federal no link: www.receita.fazenda.gov.br/, você deverá informar os valores em números preenchendo os campos que se pedem na página, como: Rendimentos tributáveis, Deduções – Previdência Oficial, Dependente (quantidade), Pensão alimentícia, etc. Fazer uma Simulação de Alíquota Efetiva do Imposto de Renda é simples e qualquer um pode fazer. Você também poderá conferir qual método de declaração é mais vantajoso para você, pode ser a simplificada ou a retida na fonte.

Fazendo a simulação do IR 2019 de forma correta, preenchendo todos os campos, você saberá se deverá declarar ou não o seu Imposto de Renda 2019, assim como o valor a ser pago. A Simulação do Imposto de Renda é uma medida bastante eficaz que ajuda a população a conhecer melhor as suas despesas.

O Imposto de Renda 2019 é calculado da seguinte forma: Todo cidadão que obtém um ganho acima do que é estipulado como o mínimo pelo Governo deve fazer a declaração de IR. A alíquota tem variações, que pode ser de 7,5% a 27,5% do valor total, isso também levando em conta o valor mensal que cada pessoa ganha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *