Cortes em programas sociais podem ocorrer no próximo ano

Durante a atual crise que o país tem enfrentado, todos esperávamos que uma hora ou outra, alguns cortes no orçamento do Governo Federal fossem ocorrer, e parece que a próxima vítima pode ser a menina dos olhos do Governo, o benefício Bolsa Família, que segundo reportagem da Revista VEJA, já pode ter recebido corte de 800 mil famílias desde o início do ano. Mas o que esperar para esse benefício em 2019? Qual é o futuro desse benefício que é a maior fonte de renda de muitos brasileiros que vivem na linha da pobreza? Confira mais a seguir e descubra qual o futuro que aguarda essas pessoas.

Entenda mais sobre os cortes

Até agora, o Governo tem negado a possibilidade de cortes no bolsa família 2019, e mesmo negado que tenha havido qualquer corte no programa durante o período de 2015. Acontece que nesse mês, no dia 14 de setembro, reportagem da revista VEJA mostrou que, segundo dados do próprio Governo Federal, já poderiam ter havido cortes de 800 mil famílias no programa. Segundo a reportagem, o programa serviria, em dezembro de 2014 a pelo menos 14 milhões de famílias, e em julho desse ano, o número tinha caído para 13,2 milhões de famílias, o que seria uma queda de até 800 mil benefícios.

Acontece que os dados usados nessa matéria foram os publicados pelo próprio Governo Federal. No portal da Caixa Econômica Federal, você pode consultar o número de beneficiários do programa, e os dados usados para fazer a matéria foram justamente os divulgados no site da Caixa. Curiosamente, pouco depois de ter divulgado a reportagem, a página que exibia o número de beneficiários do programa, teria saído do ar, e voltado somente 2 dias depois, com dados bem diferentes: dessa vez divulgado que o número de famílias beneficiadas pelo programa seria de 13,8 milhões, uma meta praticamente estável, se comparada ao final do ano passado.

Seria possível que o Governo Federal tivesse de fato em apenas 2 dias cadastrado 600 mil famílias, seria o número anterior um erro grosseiro na divulgação dos dados do Programa, ou seria uma mentira deslavada, para negar os cortes do Bolsa família e rebater as críticas da mídia? Pois qualquer uma das 3 hipóteses sendo verdadeiras denota um descuidado em relação a esse programa social, que é tão importante para famílias brasileiras. Além disso, outra mudança que pode ocorrer é nos valores pagos ao bolsa família: Será que o Governo Federal, em tempo de ajuste fiscal tão profundo, teria condições de promover um reajuste nos valores na virada do ano, ou ficaria só na promessa? Existe uma real possibilidade de que o reajuste da Bolsa fique abaixo da inflação, que anda tão alta por aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *