Louca sua miga

terça-feira, 18 de abril de 2017

Livro "Nossas Horas Felizes" - Gong Ji-Young

LIVRO "NOSSAS HORAS FELIZES"

O ENREDO DO LIVRO

Apesar de ter beleza física e tudo que o dinheiro pode proporcionar, Mun Yujeong não é feliz. Amargurada com sua vida e com sua família, ela está na cama de um hospital depois de sua terceira tentativa de suicídio mal sucedida. Com 30 anos, Yujeong não quer mais viver.

Desde os seus 15 anos de idade, Yujeong vem se rebelando contra à família. Uma família que não a protegeu, não a apoiou e não a entendeu em um de seus momentos mais difíceis. Desde então ela tem ido contra tudo que a família quer. A única pessoa que ainda ficou do seu lado foi sua tia Mônica, uma freira de convento.

Tia Mônica faz uma proposta para Yujeong: acompanhá-la em suas visitas, uam vez na semana durante um mês, a um preso no corredor da morte. Se caso depois desse mês, ela ainda queira se matar, tia Mônica não irá interferir. Yujeong sempre teve muito apreço por sua tia e sabe que não pode recusar essa proposta.

“Quando refleti sobre o fato e que alguém realmente me queria por perto, senti uma dor no coração. [...] Eu não queria admitir, mas me ocorreu mesmo assim: a razão pela qual eu não consegui me matar, a razão pela qual eu era incapaz de terminar o serviço e continuava fracassando nesse objetivo [...] era tudo por causa de tia Mônica.” Páginas 62 e 63

LOMBADA
Assim, as duas vão toda quinta-feira vão visitar Jeong Yunsu, um homem condenado por matar brutalmente três mulheres e estuprar uma delas. Quando Yujeong fica sabendo do motivo da condenação de Yusun, ela quase desiste de acompanhar sua tia, no entanto sua tia está velha demais para fazer essas visitas sozinha de modo que decide continuar a acompanhando. E as visitas acabam fazendo uma transformação na vida de Yujeong e Yunsu.

No início as visitas são difíceis, mas no decorrer dos encontros, os dois acabam se vendo de verdade. Almas quebradas pela vida, almas que precisam se libertar de seu passado obscuro. E que precisam se perdoar.

“Quando ele disse que não tinha mais o desejo ou a esperança de continuar vivendo, o nervosismo em sua voz me pareceu familiar. Eu provavelmente soava daquela forma o tempo todo também. Tinha dito as mesmas palavras para mim família gritando-as, na verdade: Apenas me deixem morrer!” Página 56

NARRAÇÃO E EDIÇÃO FÍSICA

A edição está bem simples, mas caprichada! A capa me dá uma sensação inquietante, pois apesar do título que remente a momentos felizes, a imagem da capa passa outra mensagem. Esse contrate ficou perfeito. A narração fica em primeira pessoa por conta de Yujeong e Yunsu. Ela relembra o passado de como sua vida começou a mudar e ele se lembra de sua infância.

CITAÇÃO

O LIVRO NO GERAL

Nossas Horas Felizes não foi um livro fácil de ler. Com apenas 280 páginas, o livro trás bastante narração dos pensamentos tanto de Yujeong e Yunsu. Os dois passaram por muita coisa e a mente deles é um emaranhado de sensações que me deixaram nervosa.

Yujeong foi uma protagonista contraditória. Uma hora eu conseguia entender toda a sua revolta com o mundo, mas também ficava brava com ela por ser tão infantil. Ela era uma mulher de 30 anos, mas agia como uma adolescente. Parecia que o mundo de Yujeong tinha parando no tempo por conta de uma fatídica noite, aquela em que a confiança nas pessoas que deveriam protegê-la foi despedaçada. Destruída.

Com o personagem Yunsu, eu fiquei em cima no muro também, porém de uma forma diferente. Ele fez coisas terríveis no passado, coisas que destruíram famílias mesmo que de forma indireta. Como se afeiçoar com um personagem assim? Mas o livro vem justamente falar sobre o perdão. Sobre não deixar os sentimentos ruins te consumirem. Sobre viver de maneira plena e satisfatória.

Nossas Horas Felizes é um livro de impacto. Não foi um livro fácil para mim. Apesar das poucas páginas, não é o tipo de livro que a gente lê em uma sentada. Suicídio, abuso sexual, violência, abandono, negligência, etc. É muita coisa forte em um único livro, mas também cheio de mensagens reflexivas sobre a vida e sobre a morte. Sobre como devemos seguir em frente mesmo que as situações da vida nos façam querer pausar a ter não termos mais vontade de viver. Recomendo a leitura para aqueles que queiram se emocionar, refletir e que queiram viver.

Nossas Horas Felizes é um livro da coreana Gong Ji-Young. A autora recebeu vários prêmios em seu país por esse livro, além de ser uma autora best-seller com mais de 10 milhões de exemplares vendidos em mais de 12 países. Editora Record traga mais livros da autora!!!!

LIVRO "NOSSAS HORAS FELIZES"

14 COMENTÁRIOS:

  1. Olá Cris, tudo bem?

    Embora o livro tenha uma capa bem sugestiva, que demonstra certa ambiguidade de elementos, não consigo me encaixar na leitura quando o livro é escrito por alguém cuja descendência (ou até mesmo sua origem) seja nipônica. Já tentei algumas vezes, mas parece que nada é tão próximo à nossa cultura. Os assuntos não são abordados com carinho, é tudo mecânico. Como o tema suicídio está sendo debatido amplamente após o lançamento da série 13 Reasons Why, eu prefiro evitar, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?! Eu quero muito conhecer esse livro. Apesar da temática séria e pesada, acredito que seja uma obra bem elucidativa sobre a mente humana, e esse assunto definitivamente me interessa.
    Adorei a resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anastacia!
      O livro vem mesmo para bater de frente com as nossas concepções.
      Que bom que gostou da resenha! ^^
      Beijão!
      http://www.lagarota.com.br/
      http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

      Excluir
  3. OOi!
    Não conhecia o livro, mas, que enredo hem...
    Realmente, parece ser bem difícil se afeiçoar pelo Yunsu. O que ele fez, mesmo sendo no passado, já me faz odia-lo. Por conta disso mesmo, eu gostaria de realizar e leitura. Para refletir. E, pelo que disse, é mesmo que a leitura nos faz fazer.
    Dica anotada!
    Beijos@

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Catrine!
      Se você quiser um livro mais reflexivo, esse é uma ótima pedida com certeza.
      Espero que possa ler o livro e gostar. ^^
      Beijão!
      http://www.lagarota.com.br/
      http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

      Excluir
  4. Vish, só de saber que tem muita narração já desanimei da leitura... rs
    Ando com tanta preguiça para livros assim :/ Mas apesar disso esse parece ser interessante. Não sei se leria no momento, mas irei anotar a dica para quando a preguiça passar... rs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Eu tinha visto a divulgação da editora e a capa até me chamou a atenção, mas não parei para saber muito desse livro. Gostei muito mesmo da premissa da história e do quanto a história mexe contigo. Adoro histórias que abordam assuntos polêmicos e que nos fazem refletir a cerca desses assuntos. Quero muito ler essa obra e espero que ela tenha o mesmo impacto. Dica anotadissima!

    ResponderExcluir
  6. Oie! Nossa que livro com temas fortes. Pela sua narrativa, a autora soube conduzir a trama para que a gente não se sentisse sufocada pela dor dos personagens e os abandonassem. Que bom que ao longo da trama eles evoluem e a gente passa a torcer para que se perdoem. Ainda não estou em um bom momento pra ler livros assim, mas é bom saber que eles estão disponíveis. Obrigada pela dica! Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Não conhecia a obra, mas achei muitooo interessante! Não sei se leria agora devido ao fato de conter temas fortes, como estupro... acho que eu teria que estar preparada para ler uma obra assim. Gostei de saber que os personagens evoluem, isso faz com que eu aposte bastante na obra.
    Obrigada pela dica.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  8. Olá Cris,
    Ainda não conhecia esse título, mas fiquei contente de ter tido a oportunidade de conhecer a obra. Achei muito interessante ser um livro de impacto e acho que é mais do que certo que é difícil ler esse livro numa sentada só, ele traz temas complexos demais, vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Cris
    Ainda não conhecia o livro. Os temas abordados no livro são muito forte, né? Gosto de livros que mexem com a gente através desses temas e que nos faz refletir. Gostei bastante da dica por isso. Leria.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  10. Heiii, tudo bem?
    Desde o lançamento que eu quero conhecer a escrita da coreana GONG JI-YOUNG.
    Achei a premissa diferente e me chamou a atençao por isso, a capa tb gostei bastante pela arte e sim, eu leio por causa da capa bonita hehe.
    Suicídio, abuso sexual, violência, abandono, negligência sao assuntos dificeis, que sempre chocam.
    VOu ler depois com certeza.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  11. Oiee Cris ^^
    Não lembro se já tinha visto algo sobre esse livro antes, mas sei que você conseguiu me deixar curiosa. O contraste da capa com o título me deu arrepios...haha'
    Gostei bastante da premissa, é bem diferente de tudo o que eu já li ou vi, e parece ser uma leitura difícil mesmo, principalmente pelo fato de a protagonista não querer viver. Gostei.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Crislane, sua linda, tudo bem?
    Nossa, encarar sua vida quando se depara com a vida de um cara como ele, é meio pesado. Os temas abordados aqui também. Por isso e por você ter considerado a leitura difícil, não sei se teria coragem de ler, sou muito sensível, acho que não me faria bem. Mas por outro lado a mensagem de perdão é muito bonita. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016