Louca sua miga

segunda-feira, 7 de março de 2016

Resenha do livro "Duff" - Kody Keplinger

Livro Duff do autor Kody Keplinger

Duff apesar de ser um livro young adult bem leve, traz assuntos complicados.


    No livro Duff, obra de Kody Keplinger, conhecemos Bianca Piper, uma garota comum de 17 anos. Comum sim, mas nada boba! O sarcasmo está sempre por perto. Bianca sempre está com uma resposta afiada na ponta da língua, principalmente quando se trata de Wesley Rush, o cara mais pegador do colégio  que faz as meninas se jogarem em seus braços e em sua cama.

O enredo do livro "Duff"

Em uma festa no Nest, Bianca fica sentada no balcão do bar sozinha e tudo o que ela quer é ser deixada em paz enquanto observa suas amigas Casey e Jessica dançando na pista de dança. A música e o ambiente não lhe agradam, mas ela é a carona das amigas. Tudo transcorre bem até Wesley surgir e lhe dizer que ela é uma DUFF:

“– [...] designated, ugly, fat e friend, ou seja, a amiga feia e gorda. – explicou ele. – Sem querer ofender, é isso que você é.” Página 13

Apesar de ser uma garota decidida e não ligar para o que os outros pensam dela, isso acaba deixando Bianca abalada. Para completar, descobre que seu ex-namorado está de volta à cidade e sua própria família está se desfazendo. Isso ela já esperava, mas seu pai não está reagindo bem à separação, o que a deixa preocupada.

No livro "Duff", de Kody Keplinger, temos uma garota que não chama a atenção mas gosta de falar o que pensa

Bianca é uma garota que não chama atenção dos garotos, mas gosta de falar o que pensa. Ainda assim é bastante reservada quanto aos seus próprios sentimentos. Ela acaba passando por situações que exigem momentos de desabafo. Porém, guardar tudo dentro de si é o que ela acaba fazendo. Em algum momento a dor tem que ser liberada, somos humanos e os sentimentos não podem ser abafados. No caso de Bianca, a maneira como ela resolve abafar seu turbilhão de sentimentos não é nada convencional. E aqui se estabelece as perguntas que me perseguem desde que iniciei a leitura: Isso faz dela algo que ela não é? Precisa ser rotulada? Acho que não. O corpo de cada um diz respeito apenas a cada um. Não concordo com seus métodos, mas respeito sua vontade.

Em meio ao drama de sua vida, Bianca acaba se envolvendo com o cara mais improvável: Wesley Rush. Tudo o que Bianca quer é esquecer, nem que seja por um momento, tudo de ruim que está acontecendo e Wesley serve como válvula de escape. 

"Não importa aonde vá ou o que você faça para se distrair, a realidade alcança você."  Página 152

O livro abre nossa mente para questões sobre sexualidade, impulsos adolescentes, rótulos abusivos e questões sobre quem você é realmente.


resenha-livro-duff-kody-keplinger
Resenha do livro "Duff" 

O filme inspirado no livro Duff 

Existe um filme inspirado no livro "Duff" e é bem diferente da obra literária. O filme passa uma Bianca superficial que fica muito brava com as amigas por fazerem dela uma Duff. Enquanto que no livro, Bianca, apesar de ficar incomodada por isso, não torna a situação ponto principal de sua vida. Apesar de gostar do filme como uma comédia romântica fofa, o livro é bem mais que isso. 

Apesar de gostar do filme, o livro "Duff" é bem mais que isso.

Trailer do filme "Duff", inspirado no livro de mesmo nome:






filme-duff-inspirado-livro
Filme "Duff" inspirado no livro de Kody Keplinger

4 COMENTÁRIOS:

  1. Eu me apaixonei pelo filme. É uma comédia romântica legal, mas o livro tem sido presença marcada nos meus sonhos. Tô só esperando um dinheirinho a mais para comprá-lo. Sua resenha só me fez ficar mais ansiosa para lê-lo e também me fez ver que ele é muito mais que um young adult usual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Sim. O livro é bem mais que o filme. ;) Leia quando puder!
      Beijão!

      Excluir
  2. Olá!

    Achei a história bem interessante, principalmente por levantar as questões das adolescência que nunca muda, como os rótulos. Um livro que entrou na minha lista. E o filma parece ser bem engraçado! Parabéns pela resenha =)

    www.booksimpressions.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raissa!
      O filme é bem engraçado, já o livro tem um tom mais sério.
      Recomendo que o leia. ;)
      Beijão!

      Excluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016