Louca sua miga

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Resenha do livro "Quem Sabe Um Dia" - Lauren Graham

"Acho que o eu surge com mais clareza com o tempo." - Meryl Streep


Livro: Quem Sabe Um dia

Título Original: Someday, Someday, Maybe: a Novel
Autor: Lauren Graham
Gênero: Romance
Páginas: 368
Editora: Record
Ano: 2013
Franny Banks é uma jovem que se muda para a cidade de Nova York em busca do grande sonho de se tornar uma atriz da Broadway. Ela estipula um prazo de 3 anos para conseguir trabalhos e ter a certeza de que está fazendo a coisa certa com sua vida. Porém o prazo começa a se encaminhar para reta final e tudo o que ela consegue são apenas alguns trabalhos que não indicam que ela está próxima da fama ou de algo parecido. Quem Sabe Um dia nos faz refletir sobre o quanto precisamos lutar para conseguirmos alcançar nossos sonhos, porque afinal de contas, nada cai do céu.
“Atuar é uma feliz agonia.” – Jean-Paul Sartre


Porém no fim eu cheguei à conclusão de que isso pode ter sido uma estratégia, uma vez que é o primeiro livro da atriz Lauren Graham, então eles certamente precisaram fazer uma espécie de propaganda sobre quem de fato era a autora.



Quem sabe um dia, é a porta de entrada no mundo da literatura, da estrela de Gilmore Girls Parenthood, a atriz Lauren Graham. Certamente quem curte uma história mais calma, leve e sem muito suspense irá gostar da leitura.
Este romance retrata a vida da jovem Franny Banks que se muda para a cidade de Nova York em busca do sonho de se tornar uma atriz da Broadway e não fazer apenas meros papéis de coadjuvante. Assim que chega a cidade grande, ela estipula um prazo de 3 anos para conseguir os tão sonhados trabalhos e ter a segurança de que está fazendo a coisa certa com a sua vida.

Porém nem tudo sai como planejado. Faltando apenas 6 meses para o fim do prazo, os únicos trabalhos que Franny havia conseguido até então foram alguns comerciais fúteis e sem graças, além de um emprego como garçonete num clube de comédia.  Nada que faça com que ela acredite que o sucesso e a fama estão próximos.


"Só preciso de uma chance, e para isso preciso de um agente de talentos de verdade. Não um que só me mande para comerciais, mas um agente legítimo que possa me mandar para testes importantes. Preciso de pelo menos um papel com fala ou, na melhor das hipóteses, um trabalho estável, algo que justifique todos esses anos de esforço..." - pag, 18

É importante ressaltar que a história se passa no ano de 1995, então você meio que volta no tempo, quando a única forma de fazer ligações fora de casa é em um telefone público, por exemplo. 
Todos acreditam que Franny precisa ter um plano B, caso no fim tudo dê errado. Porém a jovem não quer ter um plano B, simplesmente porque não quer fracassar. Então as oportunidades que aparecem, por menores que sejam, fazem com que Franny enxergue uma chance de realmente começar a realizar seu sonho.
Paralelos aos capítulos estão algumas ilustrações da agenda onde Franny anota tudo o que tem que fazer, ou lembranças importantes do que fez no dia. Estas partes do livro que hora ou outra aparecem, torna a leitura bem mais dinâmica e interessante e é até possível se perder no tempo ao ficar olhando por alguns minutos todas as anotações dela. Até faz você querer passar a ter uma agenda também - uma vez que se dá conta de que precisa organizar seus afazeres diários.
Como havia dito anteriormente, a história é leve e tranquila, com pouquíssima pitada de suspense, mas para aqueles que gostam, Quem Sabe Um dia, é uma ótima dica. 


Está história também é uma boa sugestão para aqueles que assim como eu amam a Broadway, Nova York e histórias quem dizem respeito a esses temas. Lembro-me que antes de comprar esse livro, ninguém havia me sugerido ou citado. Eu simplesmente estava à procura de uma nova leitura na livraria quando me deparei com ele em uma das prateleiras. 


Eu só senti falta de uma coisa: uma boa sinopse na parte de trás do livro - onde normalmente ficam. Eu precisei abri-lo para ler as abas, e foi ali que me interessei por comprá-lo. Na parte de trás estão apenas algumas informações sobre a autora e aqueles comentários de pessoas importantes, típicos de livros.
Outra coisa que em minha opinião não favoreceu muito o livro, foi o tamanho e estilo da fonte. As letras são pequenas e a leitura acaba sendo mais cansativa, porém também consegui relevar, porque a história é narrada em 1ª pessoa (que eu sempre prefiro), e você acaba lendo tudo como uma fala da personagem e não apenas uma narração. E no fim das contas da para se acostumar com a letra. 


 Apesar disso, eu posso dizer que gostei bastante da história. Lauren Graham tem uma escrita admirável. Logo nas primeiras linhas nota-se que ela não é apenas uma boa atriz. A gente facilmente consegue entrar no mundo de Franny Banks e você sabe que o livro é realmente bom quando isso acontece.
Com certeza dá para tirar uma boa reflexão da história e não me arrependo de ter comprado este livro.
 Nos faz pensar em tudo o que sonhamos e como muitas vezes desistimos fácil de tantas coisas. Por muitas vezes me vi no lugar da Franny  e aprendi diversas lições como, por exemplo, não esperar que as coisas que você quer caiam do céu. É preciso correr atrás dos seus sonhos. É preciso enfrentar desafios. É preciso arriscar. Eu creio que vale muito a pena tirar um tempo para fazer essa leitura. É possível que no fim se tenha uma outra percepção da vida.



1 COMENTÁRIOS:

  1. Parece um livro realmente interessante. Adorei a resenha e to apaixonada pela capa!
    beijos
    http://www.amandatelo.com/

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016