Louca sua miga

terça-feira, 17 de março de 2015

Resenha do livro "O Segredo do Meu Marido" - Liane Moriarty

Suspense, drama e romance.


Livro: O Segredo do Meu Marido
Autora: Liane Moriarty
Gênero: Drama/Romance
Páginas: 368
Editora: Intrínseca
Ano: 2014


Sinopse: "Ela virou o envelope. Estava lacrado com um pedaço de fita adesiva amarelada. Quando a carta tinha sido escrita? Parecia velha, como se tivesse sido anos antes, mas não havia como saber ao certo. Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta que deve ser aberta apenas quando ele morrer. Imagine também que essa carta revela seu pior e mais profundo segredo - algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você encontra essa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo... Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar da pequena comunidade em que vive, uma esposa e mãe dedicada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia - ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela. Um romance emocionante, O Segredo do Meu Marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros - e, em última instância, a nós mesmos."

Logo que vi a capa de O segredo do meu marido, me apaixonei. Achei a capa linda, o título me chamou a atenção, enfim, era O LIVRO e eu tinha que ler. Sou apaixonada por romances e quando li o título, falei: Mais um livro pelo qual me apaixonarei pela água com açúcar que deve ser... Mero engano!


Clique em "Continue Lendo" para acompanhar a resenha!



Cecilia Fitzpatrick parece viver um sonho. Casada com o belo John-Paul, tem três filhas, uma agenda social repleta de atividades das coisas que coordena e ainda tem tempo para ser uma espécie de fenômeno de vendas de Tupperware. Para quem está de fora, sua vida é perfeita e admirável.

Mas ela gostaria de um pouquinho mais de emoção… Ou pelo menos achava que sim. Sem querer ela encontra no sótão um envelope com seu nome e uma anotação dizendo que só deve ser aberto após a morte de seu marido, o próprio autor da carta.

Centrada e respeitando a vontade de John-Paul, Cecilia resiste ao impulso de descobrir o que ele escreveu – pelo menos até ele agir de forma estranha e despertar mil suspeitas em sua cabeça. Só que o conteúdo da carta está muito longe de ser qualquer coisa que ela pudesse imaginar.

Dividindo um segredo obscuro que pode mudar (e destruir) a vida de outras pessoas, o casal passa a viver no limite, tentando equilibrar-se nas três filhas para não desmoronar. E aqui preciso dizer que surtei com a extrema demora para a abertura da carta, foi algo agoniante e que podia ter sido feito antes – quer dizer, EU teria feito antes.

Além dos Fitzpatrick, conhecemos Tess, uma mulher feliz, casada com um cara ótimo, com um lindo filhinho pequeno, Liam, e um negócio próprio que caminha bastante bem. Sócia do marido e da prima/melhor amiga (e ex-gordinha), ela é pega completamente de surpresa com uma notícia bombástica em algo que imaginou ser apenas mais uma reunião de negócios.


De uma hora pra outra ela se vê voando para sua cidade natal, dividindo a casa com a mãe e Liam, além de reencontrando pessoas de seu passado, de uma época que ela acreditava ter ficado para trás.

A terceira ponta desse triângulo principal é Rachel, uma viúva que trabalha no colégio da vizinhança, teve a filha adolescente assassinada há muitos anos e nunca se recuperou. Avó do pequeno Jacob, sente-se completamente devastada quando o filho anuncia que vão se mudar para Nova York por conta do emprego da esposa.

Sem nunca conseguir se livrar do fantasma da morte de Janie, Rachel segue levando a vida da melhor maneira que consegue. Pelo menos até encontrar um indício que pode provar que o bonito professor de educação física tem mesmo participação no assassinato – como ela sempre suspeitou.


O livro de Liane Moriarty te coloca na pele das três personagens principais e te faz pensar: O que você faria se descobrisse o que Cecilia descobre? Como você agiria se estivesse no lugar de Tess? Você faria o que Rachel fez a respeito do suposto assassino de sua filha? Fiquei com essas perguntas indo e voltando em minha mente durante toda a leitura.
O desfecho foi bem inesperado e as informações finais também. Simplesmente sensacional. Um livro bom, que te tira da sua zona de conforto sem nenhum arrependimento e te faz adorar cada segundo.
“O segredo do meu marido” é uma leitura rápida, fácil e muito prazerosa. Mudou alguns conceitos pré-estabelecidos e definitivamente é uma leitura que eu recomendo sem pensar duas vezes.

“Pobre, pobre Pandora. Zeus a envia para se casar com Epitemeu, um homem não muito inteligente que ela nunca viu, e que tem um misterioso jarro tampado. Ninguém diz a Pandora uma palavra sobre o jarro. Ninguém diz a ela para não abri-lo. Naturalmente, ela o abre. O que mais poderia fazer? Como ela deveria saber que todos aqueles males terríveis se derramariam para atormentar a humanidade até o fim dos tempos, e a única coisa que restaria no jarro seria a esperança? Por que não havia um selo de advertência?
Então todo mundo fica dizendo: Ah, Pandora, onde está sua força de vontade? Disseram-lhe para não abrir a caixa, sua bisbilhoteira, sua mulher típica, com uma curiosidade insaciável; agora veja só o que você fez. Quando, para começar, era um jarro, não uma caixa e, elem disso – quantas vezes ela teria que repetir? –,  ninguém disse uma palavra sobre não abri-lo!”

Beijos *_*

2 COMENTÁRIOS:

  1. Que resenha maravilhosa! Fiquei extremamente afim de ler esse livro e descobrir o que tem escrito na misteriosa carta. Adorei!
    beijos.
    http://lugaaraosol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É muito bom Amanda, você vai adorar e se surpreender. ;)

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016