Louca sua miga

terça-feira, 17 de março de 2015

Resenha do Livro "A Morte de Sarai " de J. A. Redmerski

A capa já desbotada de "A Morte de Sarai"

"A Morte de Sarai" narra a estória de Sarai, uma jovem que foi arrancada do seio familiar e que passou a viver em um cativeiro mexicano de tráfico de mulheres. A garota, apesar de ser "a preferida do chefe" e de "não ser submetida" a abusos tão alarmantes quanto suas companheiras, sofre muito com sua realidade. Sem família, vive em um ambiente que dá medo a qualquer pessoa. Até que um dia nota um assassino de aluguel durante uma reunião de negócios com seu chefe mexicano. Seu instinto a diz que, mesmo que este homem seja um assassino a sangue frio, ele poderá ajudá-la. Ele é americano, deve entendê-la. Afinal, ambos estão em território desconhecido. Pelo menos era o que ela pensava.

Título: A Morte de Sarai
Autora: J. A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Páginas: 255
Ano: 2015
Gênero: New Adult / Drama / Suspense


O primeiro ponto que eu quero destacar do livro é que ele ficou entre o New Adult água com açucar e livros pesados que mostram a realidade obscura de algumas pessoas com detalhes. "A Morte de Sarai" está no meio desses dois extremos. Isso é um ponto forte, visto que os livros de ficção voltado para o público jovem estão seguindo uma linha de raciocínio tão igual, que quase nenhuma obra se destaca. São sempre os mesmos estilos de personagens, narração, enredo, etc...


Eu tive um pouco de resistência em relação a Victor mas deve ser porque estou acostumada com histórias que seguem um roteiro previsível, com personagens igualmente previsíveis e chatos. Não sei se foi o momento que li a obra, mas, não me aproximei de nenhuma das personagens. 
A narração da autora é boa. Mas nada que me fizesse derreter. Eu gosto de coisas com emoção. Sejam tristes, ou felizes. Tanto faz. Mas pra mim, tem que ter emoção. Ainda mais se tratando de um enredo tão forte como este. 

Clique em "Continue Lendo" para ler a resenha completa!


Eu entendo o que a autora quis passar, Sarai criou anestesia para o medo, ela acostumou a viver temerosa. Mas, ainda acho que a autora podia se aprofundar nisso. Nos traumas, em seu instinto de sobrevivência. Como "A morte de Sarai" é uma série, acredito que suas continuações explorem este lado.


Uma coisa que me chateou bastante foi que o livro físico começou a perder a tinta. É sério! A arte gráfica é simplesmente linda! Gente! É perfeita! Mas, depois de uma semana em minha mochila, indo de lá pra cá, a tinta começou a sair. Parece que a capa dessa obra foi impressa em um papel fosco diretamente. O que eu aconselharia fazer para não ocorrer essa perda da tinta é imprimir em papel cartão normal e depois passar uma película fosca, como foi feito com as obras Hush Hush publicado pela editora Intrínseca. De verdade, eu fiquei com muito medo de perder essa capa linda! 


Meu exemplar cedido pela editora Suma de Letras ao lado de minha mini coleção de DVD's de adolescência

Eu fui esperando muita coisa do livro. Afinal, a autora é a mesma de "Entre o agora e o nunca", que foi super elogiado pela crítica, tanto leitores quanto outros autores. Não vou dizer que me decepcionei, ainda não sei se a culpa foi minha, como disse anteriormente, o momento em que efetuei a leitura não foi legal. Mas, não sei se eu o lesse em outro momento acharia arrebatadora a estória, como alguns blogueiros estão publicando por aí. Daí eu me pergunto: "O que eles viram que eu não vi?".  Mas, de qualquer forma, ainda quero reler "A Morte de Sarai" pra ver se deixei escapar algo!


CLASSIFICAÇÃO

1 COMENTÁRIOS:

  1. Gostei da sinopse, achei a história interessante. Que pena que você não gostou tanto. /:
    Mas se tiver a oportunidade, lerei.
    beijos.
    http://lugaaraosol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016