Louca sua miga

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Resenha do Livro "Desaparecido para Sempre"

 
"Desaparecido para sempre" é mais um título de autoria do meu autor predileto: Harlan Coben. O enredo é, como os outros títulos do autor, cheio de suspense, mistério, enigmas e estórias que, à primeira vista não têm ligação, mas que no fim, acabam se entrelaçando, completando uma a outra e desvendando mistérios que fizeram nossa cabeça girar enquanto líamos.
Livro: Desaparecido para Sempre
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Gênero: Suspense | Thriller
Classificação
Eu seria muito suspeita para falar sobre o livro porque, como eu disse, Coben é um dos meus autores prediletos. Mas, não vou ser só elogios. Até mesmo porque, toda aquela novidade das estórias do Harlan, depois de 7 livros lidos do mesmo autor, não é mais novidade. Além de, a cada livro lido, você se tornar ainda mais crítico.


Mas repetir uma frase sem parar não faz dela uma verdade. (Pág.30)
Will, o protagonista do livro, recebe a informação de que seu irmão, acusado de assassinar sua ex-namorada, está vivo. O mais estranho é que Will recebe a notícia enquanto sua mãe, doente, definha no hospital, pronta para morrer. Seu irmão, Ken, após a acusação teria fugido ou teria sido morto. Ele ainda não sabe. Mas acreditava, ou prefiria acreditar, que seu irmão não passou de uma vítima. Que ele teria sido morto como Julie, sua ex-namorada. Preferia acreditar que seu irmão não era um assassino. Mas as palavras de sua mãe foram fortes: ele está vivo. Então, ele fugiu. Ou não? Will quer respostas sobre... Tudo.
Não importa o que ela tenha feito... o que você tenha feito... talvez nunca possam se libertar. Mas isso também não os condena. (Pág.81)
Coben tem livros que me tiraram o fôlego, "Confie em mim", por exemplo, foi o primeiro livro que li do autor e se tornou simplesmente o meu predileto. Eu me apaixonei por cada página, pelo jeito de sua escrita, pela inteligência, ponto de vista e seu ritmo de narração. Os seus outros livros seguem a mesma linha. São ótimos, arrepiantes e inteligentes. Pelo menos a grande maioria. Apesar disso, "Desaparecido para sempre" deixou a desejar. Não sei se o problema foi eu, que depois de ter lido muitos livros do autor acabei me acostumando ao seu jeito de escrever e não encontrei nada de novo, surpreendente, ou se o problema é realmente o livro. Não sei...O enredo continua com a mesma característica que faz o coração pular até a boca, querer sair e depois retornar para seu devido lugar na última página. Mas, não foi tãããão interessante assim.


Uma vez eu li uma resenha em um blog literário que, infelizmente, não me recordo o nome, afirmando que a estória do livro pareceu forçada. E, realmente, pareceu. Eu costumo dizer que um livro de suspense para ser realmente bom tem que se chegar o mais perto do real e fazer o leitor acreditar que aquilo ali poderia acontecer de verdade. Afinal, o gênero é suspense e não sobrenatural ou fantasia. Ou seja, sem aquelas tiradas "e então fulano de tal sai detrás da árvore com uma arma na mão e mata o vilão - Fim". Não que aconteça exatamente isto no livro, mas acontece algo bem parecido. E quando aconteceu eu pensei "O final não foi escrito por Coben, deixa eu procurar o segundo autor do livro". Mas eu não achei!

Clique em "Continue Lendo" e leia a resenha completa.
Uma surra dói por algum tempo. A vergonha da covardia não passa nunca. (Pag.184)
De uma forma geral, "Desaparecido para sempre" é bom. Os livros do Coben são bons. Ele escreve sobre tudo de um ponto de vista mega interessante que abre mente de qualquer leitor sobre qualquer questão. Ele escreve, ou filosofa, como preferir, risos, sobre preconceito, religião, vício, sentimento familiar, exatamente  tudo. Mas se você quer ler um livro que seja realmente bom do autor, eu aconselharia ler outros. (Alí em cima no nosso menu, clique em "Suspense", tem um monte de livros bacanas!) Coben mostrou pouco de sua real capacidade neste livro. Não que seja ruim, mas também não é bom. Digamos que seja... neutro.
Sou homem. Tenho desejos e necessidades como a maioria dos caras que conheço. Mas nunca entendi como alguém pode confundir com erotismo a imundície de uma mulher desdentada e viciada em crack. (Pág.24)

1 COMENTÁRIOS:

  1. Parabéns pela resenha, adoro os livros de Harlan Coben, acho que ele escreve muito bem, já li outros livros dele mas esse ainda não.

    Beijos
    Passa lá:
    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016