Louca sua miga

domingo, 25 de maio de 2014

Livros lançados em Maio

Vamos conferir os livros que já foram lançados ou vão ser lançados neste mês de Maio? Para mais informações, clique na miniatura do respectivo livro, você será redirecionado para a página da obra no Skoob. 
Clique em "Continue Lendo" para ver todos os lançamentos!

Editora Gente / Única
Geek Love    

Editora Sextante
Pare de fazer drama e aproveite a vida Pensar Com os Pés  Por que os homens casam com as mulheres poderosas? 

O que eu ganhei de novo?

"O que eu ganhei de novo?" é o novo meme do blog La Garota. Com fotografias de produtos que ganhei de presente, comprei ou até mesmo troquei, o novo quadro faz vocês conhecerem um pouquinho mais sobre meus gostos, além dos livros e dos esmaltes.

Neste mês, eu ganhei muita coisa. Infelizmente, não consegui tirar fotos de todas. Então, resolvi mostrar as mais recentes para iniciar nosso quadro. Quem sabe você não se identifica com algo? Clique em "Continue Lendo" para ver as fotografias! Ah! E não se esqueça de deixar um comentário falando o que você achou! :)
Bolsa Vntage - Perspectiva - Presente 

sexta-feira, 9 de maio de 2014

[Fotos] Caixinha de Correio #28

Durante esses últimos meses, a minha vida foi simplesmente um rolo. Muita correria, muita matéria para estudar e muita coisa para fazer no trabalho. Foi bem difícil dar atenção ao blog e, por isso, nossa caixinha de correio foi sendo adiada, adiada, adiada até eu juntar 36 livros para mostrar. Já imaginou gravar um vídeo com todos esses títulos? Seria cansativo e eu teria que parar de momento em momento para beber água com 0% de saliva na boca! 
Dê uma olhada sobre o quê estou falando:


Pois bem, a solução que encontrei foi bater fotos, que é uma tarefa que eu amo, e mostrar aqui. Não vou fazer uma relação com os nomes dos títulos porque todos eles estão sendo mostrados na foto acima. E também porque estou com um pouquinho de preguiça de listar nome e autor em cadeia e tudo organizadinho. 

Não deixe de ver as fotos! Ficou um trabalho bem bacana!
Clique em "Continue Lendo" para ver.

terça-feira, 6 de maio de 2014

[Quote da Semana] Adultério de Paulo Coelho


Eu sempre vou aos mesmos restaurantes e peço os mesmos pratos, penso. Nem nisso sou capaz de arriscar. 


(Adultério - Paulo Coelho - Pág.19 - Editora Sextante)

domingo, 4 de maio de 2014

[Nail Art] Dupla francesinha com Decoração

 Antes de começar a escrever sobre essa arte nas unhas, quero falar que estou empolgada para postar coisas sobre minha outra paixão, além dos livros, que são esmaltes e artes nas unhas! Mas, vamos ao que importa...


Fiz uma dupla francesinha usando o esmalte Sofia da linha "Isis Valverde" e o esmalte artístico da Jubby na cor prata. Decorei com um adesivinho feito artesanalmente de borboletinha e flor, que, aliás, eu simplesmente amei. Eu diria que se não fosse o aplicador prata da Jubby o resultado não seria tão perfeito assim. O aplicador é perfeito!

Infelizmente, os esmaltes artísticos da Jubby não possuem nome específico, o que dificulta ainda mais para eu indicar o vidrinho certo que vai dar um resultado legal. Na linha artística da marca existem cores variadas, desde o amarelo até o dourado! Todos eles muito densos, do tipo que se passar uma vez preenche todo o local. Afinal, para se desenhar ou fazer essas linhas decorativas é preciso um esmalte muito denso para que não precise ficar passando duas ou três mãos e melando o desenho! Todos os dessa linha são densos. No entanto, alguns são do estilo glitter, aquele com base e porpurina! São lindos! Mas, para fazer essas linha não são adequados. Por que? Porque simplesmente são de glitter e verniz, não de cores! Óbvio! Não estou subestimando sua capacidade de pensar nessa coisa óbvia, mas, é só um lembrete para não errar na hora da compra. Este que estou usando para as linhas é o metálico! O prata metálico! O mais lindo e perfeito prata!


Clique em Continue Lendo para ver mais fotos!

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Resenha do Livro "Desaparecido para Sempre"

 
"Desaparecido para sempre" é mais um título de autoria do meu autor predileto: Harlan Coben. O enredo é, como os outros títulos do autor, cheio de suspense, mistério, enigmas e estórias que, à primeira vista não têm ligação, mas que no fim, acabam se entrelaçando, completando uma a outra e desvendando mistérios que fizeram nossa cabeça girar enquanto líamos.
Livro: Desaparecido para Sempre
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Gênero: Suspense | Thriller
Classificação
Eu seria muito suspeita para falar sobre o livro porque, como eu disse, Coben é um dos meus autores prediletos. Mas, não vou ser só elogios. Até mesmo porque, toda aquela novidade das estórias do Harlan, depois de 7 livros lidos do mesmo autor, não é mais novidade. Além de, a cada livro lido, você se tornar ainda mais crítico.


Mas repetir uma frase sem parar não faz dela uma verdade. (Pág.30)
Will, o protagonista do livro, recebe a informação de que seu irmão, acusado de assassinar sua ex-namorada, está vivo. O mais estranho é que Will recebe a notícia enquanto sua mãe, doente, definha no hospital, pronta para morrer. Seu irmão, Ken, após a acusação teria fugido ou teria sido morto. Ele ainda não sabe. Mas acreditava, ou prefiria acreditar, que seu irmão não passou de uma vítima. Que ele teria sido morto como Julie, sua ex-namorada. Preferia acreditar que seu irmão não era um assassino. Mas as palavras de sua mãe foram fortes: ele está vivo. Então, ele fugiu. Ou não? Will quer respostas sobre... Tudo.
Não importa o que ela tenha feito... o que você tenha feito... talvez nunca possam se libertar. Mas isso também não os condena. (Pág.81)
Coben tem livros que me tiraram o fôlego, "Confie em mim", por exemplo, foi o primeiro livro que li do autor e se tornou simplesmente o meu predileto. Eu me apaixonei por cada página, pelo jeito de sua escrita, pela inteligência, ponto de vista e seu ritmo de narração. Os seus outros livros seguem a mesma linha. São ótimos, arrepiantes e inteligentes. Pelo menos a grande maioria. Apesar disso, "Desaparecido para sempre" deixou a desejar. Não sei se o problema foi eu, que depois de ter lido muitos livros do autor acabei me acostumando ao seu jeito de escrever e não encontrei nada de novo, surpreendente, ou se o problema é realmente o livro. Não sei...O enredo continua com a mesma característica que faz o coração pular até a boca, querer sair e depois retornar para seu devido lugar na última página. Mas, não foi tãããão interessante assim.


Uma vez eu li uma resenha em um blog literário que, infelizmente, não me recordo o nome, afirmando que a estória do livro pareceu forçada. E, realmente, pareceu. Eu costumo dizer que um livro de suspense para ser realmente bom tem que se chegar o mais perto do real e fazer o leitor acreditar que aquilo ali poderia acontecer de verdade. Afinal, o gênero é suspense e não sobrenatural ou fantasia. Ou seja, sem aquelas tiradas "e então fulano de tal sai detrás da árvore com uma arma na mão e mata o vilão - Fim". Não que aconteça exatamente isto no livro, mas acontece algo bem parecido. E quando aconteceu eu pensei "O final não foi escrito por Coben, deixa eu procurar o segundo autor do livro". Mas eu não achei!

Clique em "Continue Lendo" e leia a resenha completa.
 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016