Louca sua miga

sábado, 28 de dezembro de 2013

Resenha do livro "Desastre Iminente"

Em "Desastre Iminente", Jamie McGuire resolve contar o outro lado da estória. Agora, quem narra os fatos de "Belo Desastre" é Travis Maddox. E há muitas coisas que as fans do Cachorro Louco desconhecem.
Título: Desastre Iminente
Páginas: 405
Ano de Lançamento: 2013
Autora: Jamie McGuire
Editora: Verus
Classificação: 

O que é "Desastre Iminente"? A mesma estória de "Belo Desastre" narrada pelo apaixonante Travis. Não é uma continuação, nem uma série. É um livro independente. Esta obra funciona como complemento de "Belo Desastre". Ou seja, alguém que queira conhecer o romance entre a jogadora Abby e o lutador Travis não deve começar por este livro, e sim pelo seu antecessor, visto que muitas cenas foram cortadas, enquanto outras foram adicionadas.
Clique em "Continue Lendo" para ter acesso à resenha de "Desastre Iminente"
_ Isso vai acabar mal.
_ Se vai acabar, que diferença faz? 
(Pág.349, Linha.21)
O primeiro tópico que devo destacar no livro é a boa adaptação da linguagem por parte da autora. Enquanto "Belo Desastre", que é narrado por Abby, a estória é contada com palavras sutis, em "Desastre Iminente" lemos a pura fala masculina, cheia de xingamentos, gírias e com expressões do jeito Maddox de ser. Cheguei a acreditar realmente que fosse um homem jovem de "boca suja" que estivesse escrito, não Jamie.


Por mais que bancar o bonzinho fosse um saco, eu não ia espantá-la na primeira noite fazendo uma idiotice. (Pág.69, Linha.08)

Como foi citado anteriormente, muitas cenas desta obra foram cortadas e outras foram adicionadas. Cenas como o primeiro encontro entre o casal foram encurtadas, por exemplo, o que, ao meu ver, foi prejudicial. Afinal, eu li o livro para saber o que Travis pensava nas cenas que eu já conhecia. Ao contrário disso, "Desastre Iminente" se preocupou mais em reafirmar o que eu sabia, que o Travis era descontrolado emocionalmente, do que explicar seu temperamento ou dar motivos a eles. Ou seja, finalizei a leitura da obra com a mesma imagem do Travis que quando comecei: sexy e descontrolado. E eu não esperava isso. Por isso, não o avaliei com cinco entrelas.

Eu não era idiota o suficiente para ter esperanças nem forte o suficiente para me impedir de sentir o que eu sentia. (Pág.95, Linha.09)

Além disso, o livro não causou a mesma euforia que o primeiro. A estória era a mesma e isto não anima o leitor nem cria alguma expectativa. Ou pelo menos, não tanto quanto em "BD".  Eu, particularmente, não me interesso em reler estórias ou ler livros que recontam coisas. Só o fiz porque sou realmente apaixonada por Maddox! E eu queria mais "um tempinho" com ele.

[...]no segundo em que percebi que havia me apaixonado por ela, eu soube que ela acabaria comigo. (Pág.221, Linha.13)

De forma geral, "Desastre Iminente" não substitui "Belo Desastre". É um complemento com mais cara de Travis e com um final esticado (temos um final inesperado e não narrado em seu antecessor). Eu indicaria para aqueles que já tiveram o primeiro contato com "BD". E principalmente para quem é apaixonada pelo Maddox... Interessante é pouco, acompanhar a trajetória pelas palavras de Travis é se apaixonar novamente pelo rumo que a estória tomou.

Embora nós dois tívessemos feito o outro passar pelo inferno, tínhamos encontrado o céu. (Pág.405, Linha.12)
Onde Comprar:

  

1 COMENTÁRIOS:

  1. Quero muito comprar esse livro, pra poder ler o Belo Desastre e em seguida ler este, mas pelo jeito vai ser difícil. Sou muito economista e esse livro não está tão barato assim...

    Beijos,
    Mands - Outbreaks.

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016