Louca sua miga

domingo, 28 de julho de 2013

Resenha do filme "O Lado Bom da Vida"

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook) - Poster / Capa / Cartaz Um casal de protagonistas nada convencional, uma trama ousada, problemas emocionais sendo postos à tona, personagens doentes, doenças psicológicas, problemas, preconceito, e mais problemas.
Título: O Lado Bom da Vida.
Ano: 2012.
Duração: 122 min.
Censura: 14 anos.
Classificação:  ()
Como já era de se esperar, a trama envolve um casal que, apesar de suas diferenças, tem lá seus pontos semelhantes. Tiffany, interpretada pela talentosa Jennifer Lawrence, é uma recente viúva que convive com o sentimento de perda e, com isso, acaba entrando em uma depressão profunda. Pat, interepretado por Bradley Cooper, desenvolve um outro tipo de distúrbio psicológico, ele é bipolar. Está aí o único ponto semelhante entre os dois: seus distúrbios psicológicos. Talvez, esse ponto não seja único. Talvez eles enxerguem que há mais do que isso. Ou não.



A trama também relata os distúrbios das personagens coadjuvantes, mostrando que, apesar de apenas Pat e Tiffany serem considerados "doentes", todos são. Todos têm algum problema psicológico, seja com pressão, seja caso de bipolaridade, ou trauma da vida. Dado isso, entende-se que o filme teve a intensão de transmitir a mensagem de que todos, mesmo os considerados loucos, são iguais.

A trama é tão envolvente que fiquei pensando na estória, nas personagens, nos problemas que os dois tiveram de enfrentar, no preconceito mesmo dentro das famílias, mesmo entre aquelas que possuem um ente com o problema e julgam mesmo diante disso. O filme é mais do que interessante.  Para quem gostou de "As Vantagens de ser Invisível", este é outro para ser adicionado à lista de tramas marcantes.

Além disso,  o longa dispõe de talentos que concederam ao telespectador uma sensação de veracidade e pureza - aquele tipo de sensação que dá nos filmes mais "humanistas", que trabalham diretamente com a emoção e reflexão. Jennifer e Bradley, assim como todo o elenco, fizeram de "O Lado Bom da Vida" uma peça para se entender a mente humana, ou pelo menos pensar sobre, de forma diferente, com a mente aberta. Com o coração nas mãos. Mantendo o pensamento do ditado popular "De louco, todo mundo tem um pouco". Perfeito.

2 COMENTÁRIOS:

  1. so nao entendi . por que ela escreveu a carta. e por que certo momneto o pai fala q a mae colocou eles dois pRA CORRERM JUNTOS

    ResponderExcluir
  2. O Lado Bom da Vida pior requintado livro, o filme também tem suas vantagens é. A história eu achei muito bom, bem executar um script, engraçado e inteligente. Abotoaduras entre Jennifer Lawrence e Bradley Cooper me espanta, posso dizer que é um dos melhores filmes de drama Cooper. Atuações ótimas até mesmo dos coadjuvantes Robert De Niro e Jacki Weaver estão ótimos. Uma ótima historia, madura, diferente de todas essas comedias dramáticas/românticas. Vale muito apena acompanhar.

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016