Louca sua miga

sábado, 15 de junho de 2013

Resenha do filme "Odeio o dia dos Namorados"

Odeio O Dia Dos Namorados (Odeio O Dia Dos Namorados) - Poster / Capa / Cartaz O tipo de filme que é para ser visto em determinada data apenas. O tipo que é descartável em outras datas. Uma produção brasileira, protagonizada por uma das comediantes mais admiradas em solo brasileiro, Heloísa Périssé Não! Não tem Ingrid Guimarães! Nessas poucas linhas eu resumi o filme "Odeio o dia dos Namorados". Claro, brevemente. Para mais detalhes, você confere a nossa resenha.
Título: Odeio o dia dos Namorados
Gênero: Comédia Brasileira
Classificação:
Para quem acompanha o "Imaginayre" sabe que eu sou totalmente apaixonada por tudo que é brasileiro. Sou uma daquelas que acreditam que o patriotismo é um caminho para um futuro melhor. Mas além disso, sou do tipo que sente orgulho de quando temos uma produção brasileira apaixonando outros corações, igualmente, brasileiros.
Para Continuar lendo, clique em "Mais Informações"
Então, você deve entender, ou pelo menos imaginar, a dor que sinto, em uma linguagem totalmente figurativa, é claro, ao falar que não curti muito uma produção brasileira.
Quer adivinhar em qual data assisti "Odeio o dia dos namorados?". Pois é.

 O filme me cativou por vários motivos, o primeiro, o de relatar a estória de uma publicitária engajada em sua profissão (um sonho que objetivo a conquistar, ser uma profissional da propaganda). Mas a personagem é tão familiarizada com sua profissão a ponto de abandonar parte de sua vida emocional e se privar de sentimentos da essência humana como o amor. A partir daí, se inicia os problemas de sua vida. Durante um acidente de carro, um anjo, o seu antigo amigo, lhe mostra toda a sua vida e propõe uma maior reflexão de suas escolhas, de seus amores deixados para trás. A personagem quer a chance de poder reescrever sua história e buscar os caminhos da felicidade.

Outro tópico é por ser uma comédia leve. Apesar de ser apaixonada por destopias e filmes que exploram meu cérebo, que tolice!, ou seja, que deixam-me com a pulga atrás da orelha para descobrir o final, também gosto de coisas simples e bacanas.

Apesar disso, senti que faltava alguma coisa. O filme não parecia ter um foco e até agora me pego tentando entender qual foi o enfoque dele, fazer um passeio pelo passado e futuro da personagem ou engajar em uma "viagem no tempo" ou melhor, uma "pausa no tempo". Sei lá. Pode parecer tolice para alguns, mas desde o meio do filme até esse exato momento me questiono sobre isso. A melhor resposta que obtive foi "O filme só trabalha com a reflexão de uma pessoa no estado entre vida e morte. Ou melhor, trabalha com o ditado que revemos nossa vida no momento em que vamos morrer."

Como disse no início desse texto, "Odeio o dia dos namorados" é para se ver no dia dos namorados. Então, não acredito que eu vá motivar muitas pessoas a assistirem o filme. Ou não. Mas, mesmo assim, quero dizer que a comédia é super light e gostosa de ser assistida. Traz algumas liçõezinhas de vida clichês para não ficar sem sal e sem lição que nos fazem pensar sobre o que damos valor e o jeito que estamos vivendo.

Obs: Amo produções brasileiras, mas não vou reduzir meu olhar crítico e nem amparar meus gostos pelo meu sentimento patriota exagerado!

2 COMENTÁRIOS:

  1. Não senti muita vontade de conferir o filme, embora eu tenha visto o trailer e sei que o filme e bem divertido. Só a proposta que não me atraiu muito.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Assisto poucos filmes brasileiro, mas até que ultimamente tem melhorado bastante! Um que eu adoro , e acredito que você também, é Central do Brasil! Muito bom!

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016