Louca sua miga

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Resenha do filme "Somos Tão Jovens"

Título: "Somos tão Jovens"
Duração: 104min.
Gênero: Drama
Classificação: 
"Somos Tão Jovens" é uma produção brasileira que aproveita a história de Renato Russo - poeta, músico, pensador e vocalista do "Legião Urbana" que influenciou não só sua própria geração como, também, as que se susceram - para fazer um metra destaque no cenário de filmes brasileiros. Sem dúvidas, é um tema que daria um incrível destaque ao filme e manteria uma visibilidade admirável. Então, para ser sucesso, era apenas um pulinho básico.


Para dizer a verdade, a expectativa sobre o filme era grande. Afinal, "Somos Tão Jovens" relataria a história de um ídolo que, eu e os jovens brasileiros quase que em sua totalidade, crescemos escutando. Não só isso, Renato Russo influenciou sua geração, e não satisfeito, imbutiu reflexões nas posteriores, de forma que os debates entre jovens intelectuais se fundamentassem em suas simples músicas, seus desabafos e reflexões. Diante disso,  da grandiosidade do vocalista/compositor/pensador/músico entre outras "profissões" que Russo tinha, a expectativa foi enorme para não dizer "do tamanho do Universo".

Toda essa expectativa influenciou no modo de como assisti ao filme. Esperava ser surpreendida por fatos da história de Renato, de sua infância, de como ele cresceu com seus segredos e questionamentos, suas descobertas, o modo como enfrentou a AID's, sua morte, sua infância... Para resumir tudo isso: Eu simplesmente esperava mais do que o filme apresentou. Ou seja , fui assistir ao filme esperando ter coisas inéditas e o que recebi foram informações das quais são fáceis de ser encontradas via Google, só que em formato de vídeo.

É difícil de coletar informações sobre a vida de alguém que é tão fechado como Renato Russo foi. E o telespectador deve entender isso, claro, por isso as mínimas três estrelas são dadas. Afinal, Renato não abria sua vida a ninguém, e muito precariamente dava entrevistas sobre a sua vida pessoal. O que ele queria expressar, expressava em sua música. Subjetivamente. E não contado algo diretamente a alguém. E isso dificulta a pesquisa para a produção de um filme baseado em uma imagem específica.

Outro tópico desanimador é que o filme parece retratar apenas uma pequena parte da vida de Renato. Como se fosse uma foto simplesmente batida sobre uma paisagem grandiosa, fica-se às escuras além das extremidades da fotografia. Essa foto seria sobre o meio da vida do vocalista, a formação da banda especificamente. E não sua vida em si. Pulou-se a infância e a pós-formação da banda Legião Urbana. Justamente os períodos de tempo os quais me interessavam. E isso me chateou.
Não me entendam mal, de forma alguma o longa foi ruim. É impecável quando se trata de atrair o telespectador. Não dá para desviar os olhares da tela. Mas peca quando não aproveita minimante o que é grandioso.

Além disso, tive a sensação de que algumas coisas foram surreais ou, pelo menos, não mostradas. Por exemplo, as reações dos pais de Renato eram sempre passivas e compreensivas, uma coisa que na época, eu não consigo imaginar, ou acreditar. Tive a constatação de que itens do filme foram vetados, quando descobri que seu nome inicial seria "Religião Urbana", devido à comparação de fieis de uma igreja com a de fans da banda, pela mãe do cantor. Não custava nada vetar outras "coisinhas a mais". Ligando essa sensação ao fato, acredito que muitas coisas não foram relatadas para preservar a imagem do cantor ou de seus familiares.

Podem pensar que exalto Renato Russo, pois o faço com vigor. E por isso fico com pena de classificar o longa com poucas três estrelas. Justamente um filme que, antes mesmo de assistir, tinha me decidido a dar o máximo de estrelas simplesmente por seu tema ser Renato Russo. Afinal apesar de toda sua intelectualidade, o que para alguns era esquisitisse, Russo foi um pensador brasileiro, com certeza. E um filme sobre ele deveria acompanhar essa grandiosidade, ou pelo menos retratá-la.

E infelizmente o filme, do nada, paz "Pum" e você percebe que acabou no meio da vida de Renato.

Obs: Parabéns ao ator intérprete de Renato. Um ótimo trabalho.

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016