Louca sua miga

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

{ Resenha } Filme "Até que a Sorte nos Separe"


Mais uma vez o cinema brasileiro nos encanta com seu potencial.
O lançamento da vez é "Até que a Sorte nos Separe" . O comediante Leandro Hassum , já reconhecido pelo trabalho na televisão, protagoniza ao lado da bela Danielle Winits . Uma mistura interessante de atores para uma comédia diferente.

O filme já alcançou mais dois milhões de telespectadores e promete muito mais. 

Nós fomos conferir de pertinho o lançamento do filme e contamos aqui sobre este. Expomos uma ótima resenha crítica e detalhada para você no corpo dessa postagem.

Clique em "Leia Mais" para ter acesso a esse conteúdo . Caso queira acessar mais filmes clique aqui e usufrua de nosso sistema de escolha de filmes em miniaturas.



Título : Até que a sorte nos separe
Ano : 2012
Gênero : Comédia Brasileira
Avaliação : 

Comentários (Não há Spoiler) :

Um casal de classe média apaixonado ganha milhões na loteria  e promete um ao outro que nada , nem dinheiro, mudará a personalidade deles ... Quem eles são e o que sentem um pelo outro. Mas depois de ganhar tanto dinheiro, talvez essa promessa tome outro rumo. Essa  é a base da estória do filme "Até que a Sorte nos Separe".
A comédia arranca boas risadas da plateia . Também... Contaram com um dos comediantes mais bem reconhecidos da Televisão Brasileira.  Além disso, Danielle Winits em seu papel de "pirua" ficou muito bem.
No entanto, a comédia deixou a desejar em vários pontos. O primeiro é que quando me informei sobre o roteiro , logo o relacionei ao da  novela "Fina Estampa" (Lembra? Da "bigoduda" que ganhou na loteria ? ) , e como o entretenimento principal do brasileiro é a televisão , eles deveriam ter pensado nisso . Ficou parecendo que o Brasil só sabe fazer estórias desse estilo.  Como o cinema brasileiro está começando, seria plausível que não ligassem as estórias de novelas aos filmes .
O segundo ponto é que o filme se tornou totalmente previsível. Haviam falas que eu pronunciava junto com o ator . Exemplo disso é o  final do casal protagonista . Ficou totalmente previsível  , deixou-me bem decepcionada.
Mas , apesar de todas essas previsibilidades o filme é ótimo.Vale a pena curtir um cineminha com o namorado (no meu caso) , ou então , com" a galera". Você vai rir bastante com Leandro .
Indicado para quem quer algo leve para descontrair.

6 COMENTÁRIOS:

  1. Mas... assisti o filme e dei boas risada, realmente muito com para descontrair no entanto previsível demais. Realmente, eu assisti só parte de fina estampa, e bem, eles poderiam ver isso dai de começar o cinema de um jeito diferente. Eu voto no cinema a base de livros brasileiros, não há nada melhor do que pegar as lindas histórias de escritores brasileiros e coloca-los em filmes. Esse seria o melhor jeito de começar com o cinema brasileiro u.u

    Beijinhos,
    Kimy Gabrielli.
    http://blogkimygabrielli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Adorei conhecer seu blog!
    Seguindo!!!

    Beijinhos
    Rízia - Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hey,
    já vi esse filme e gostei bastante. Concordo com você nisso dele ser bem previsível (também pronunciei falas com os personagens em algumas cenas), mas mesmo assim foi beem engraçado, então valeu a pena. Acho que daria 4 estrelinhas, haha.

    Bye,
    http://prateleiradepensamentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. O filme foi inspirado no livro "Casais inteligentes enriquecem juntos", nunca li o livro, mas pode ser que o roteiro tenha sido ruim porque o livro deve ser ruim. Não estou dizendo que o livro é ruim ou não, mas alguém que você conhece já leu poderá te dizer se o filme, de fato, mantem a qualidade (entenda "qualidade" como "característica") do livro ao não.
    Eu esperava menos do filme, mas fui surpreendida, não que eu tenha preconceito com o cinema nacional, mas achei que fosse mais um besteirol como "E aí comeu?". Mas acabei dando umas boas risadas, o Leandro Hassum é muito bom, como sempre estava excelente na atuação.
    Beijo. =D

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, porém observei um erro gravissímo em seu texto: não é "estória" é "história"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo , infelizmente não tenho outro contato para esclarecer esse mal entendido.
      O Termo "estória" foi proposto por poetas há alguns anos para diferenciar ficções, ou qualquer outro tipo de narração que não fosse fato verídico, como por exemplo, a disciplina "história" estudada durante o ensino Fundamental e Médio nas escolas do Brasil.

      O termi entrou em desuso, entretanto, não é considerado errado.
      Aliás, o termo "estória" ainda é usado por aqueles que gostam de definir e diferenciar temáticas.
      Espero ter ajudado.

      Caso acesse nosso blog novamente, espero que leia nossa resposta.
      Abraços. Mar Paschoal
      www.Imaginayre.com.br

      Excluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016