Louca sua miga

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Sanque Quente - Isaac Marion

Sanque Quente - Isaac Marion
Nós somos a cura.

Sinopse:
R é um jovem vivendo uma crise existencial - ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a "vida" de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa.


Demorei muito para ler este livro, pois entrei em semana de prova simultaneamente, muitos trabalhos, brigas de amigas, e ainda tenho um namorado ciumento. Então "vá lá", foram tantas emoções (Hey Roberto Carlos!) que acabei deixando o livro de lado. Acho que tirou um pouco a emoção dos fatos, mas mesmo assim não deixou de ser emocionante. Foram 252 páginas de puro entretenimento. Uma coisa que achei super interessante neste livro, além da capa e a estória por si só, foram as imagens do corpo humano, ou zumbi, porque sinceramente ainda não descobri de quem são, que foram colocadas a cada novo capítulo.

Resenha:
A estória de amor entre um zumbi e uma humana , pode até assemelhar-se com as insaturadas estórias de vampiros apaixonados, e até mesmo qualquer série que tenha algo de sobrenatural. Entretanto, Isaac Marion conseguiu escrever uma estória que entra nas características "modais" e que não é previsível."Um clichê criativo !" nisso se resume o livro . Foram várias partes que parava de ler para pensar. As reflexões não são inovadoras, não passam de um Carpe Diem ( Viva todos os dias ) diferente e coletivo, e uma preocupação já enraizada pela mídia em nós, com o futuro desse mundo, mas mesmo assim são profundas. São reflexões que em nosso dia-a-dia temos. Porém, Isaac escreve de um jeito cativante.
Em um mundo totalmente destruído, em que humanos moram trancados em Estádios, e por si criam cidades dentro dos mesmos, inicia-se o fim dos tempos ou, o início de um verdadeiro tempo.
Sobre os personagens, não são "sem sal" como a maioria desses livros atuais. R conta com um parceiro/amigo que é M, um outro zumbi que está sempre disposto a ajudar, e a descobrir uma cura para o mundo. Julie é um pouco "moleca" , chinga o tempo inteiro, e vezes passa a imagem de ser um pouco masculina com suas maneiras de falar. R trata-se de um zumbi muito fofo, ele suaviza a total molecagem de Julie . Foram horas que eu me apaixonei por ele.
A estória se desenrola pelo sentimento de R, um zumbi com capacidade de pronúnciar algumas sílabas , que estranhamente hesita em devorar a carne humana de uma garota (Julie), num dia normal de caça. Após consumir a de seu namorado , R a leva para sua moradia (um aeroporto abandonado pela civilização humana , e onde ele e seus "companheiros de maldição" residem). A partir daí, um estranho romance entre um zumbi e uma humana inicia-se.
R quer voltar a viver. Deseja sentir mais uma vez seu coração batendo dentro de si, ou ao menos ter lembranças, saber que ele é , e saber seu verdadeiro nome, já que nada disso ele tem , ou mesmo absorve. Suas pequenas lembranças são de cérebros ingeridos de outras pessoas. Ele quer ter as dele. Quer ser vivo mais uma vez. R desperta o mesmo desejo em outros zumbis, e assim, cambaleia para uma briga com os Ossudos (um grupo de esqueletos demoníacos , donos de olhos parecidos com órbitas negras que até então convivia com eles) . A partir daí, está celada uma briga primitiva entre tais espécies : Humana, Zumbis e Ossudos. Aonde essa estória leva? O que acontece com o amor de um Zumbi com uma humana? Respostas apenas lendo.


A parte mais emocionante do livro é quando eles (Julie e R) estão no Estádio, que um Ossudo coloca as mãos nas vigas do mesmo, ao lado do pai de Julie ( a humana por quem R se apaixona). Nessa parte pareceu um livro de terror.


Quotes:

Quando o mundo inteiro é construído com horror e morte, quando a existência é um estado constante de pânico, é difícil ficar preocupado com uma coisa só. Os medos específicos se tornaram irrelevantes. Nós os substituímos por um cobertor sufocante muito pior.


Os olhos dela são como ferro quente ao lado do meu rosto e percebo que não conseguirei escapar. Ponho uma mão sobre o meu peito. No meu "coração". Será que este pobre órgão ainda representa alguma coisa? Ele só fica ali no meu peito, parado, sem bombear mais sangue, sem nenhum propósito, mas meus sentimentos ainda parecem se originar de dentro de suas paredes geladas. Minha tristeza silenciosa, meus anseios vagos, e minhas raras centelhas de felicidade. Elas se represam no centro do meu peito e lá escoam para fora, diluídas e fracas, mais reais.


Comecei a imaginar de onde vim. A pessoa que sou agora, este suplicante desastrado e hesitante... será que fui construído a partir das fundações da minha antiga vida, ou levantei o túmulo como uma lousa em branco? Quanto de mim foi herdado e quanto foi criado pormim nesta vida? Perguntas que antes eram apenas reflexôes preguiçosas começaram a ficar estranhamente urgentes. Será que estou completamente enraizado ao que veio antes? Ou posso escolher outro caminho?


Toda vez que eu durmo, sei que talvez possa não acordar mais. Como alguém pode achar que vai acordar? Você joga sua pequenina e irreparável mente em um poço sem fundo, e então cruza os dedos e torce para que quando puxar a linha de pesca, ela não tenha sido devorada pelos inúmeros monstros que existem por lá. Torcendo pra conseguir puxar qualquer coisinha de volta. Talvez seja por isso qe só durmo algumas horas por mês.Não quero morrer de novo. Isso tem ficado cada vez mais claro para mim recentemente, um desejo tão agudo e focado que não acredito que seja meu: não quero morrer. Não quero desaparecer. Quero continuar aqui.

10 COMENTÁRIOS:

  1. Eu já vi outras blogueiras falando sobre o livro, não sei se é um livro que eu compraria, não consegui ver nada que me prenda realmente a história.

    ResponderExcluir
  2. Esse foi o ultimo livro que resenhei lá no blog e gostei muito. Ter uma outra perspectiva sobre os zumbis foi uma idéia muito show.

    Adorei a resenha...

    HUGS!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Mar!
    Espero ter a oportunidade de ler este livro, pois já vi ótimos comentários a respeito pela blogosfera.
    Adorei a sua resenha!
    Bom findi.
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  4. Eu estou doidinha para ler esse livro! *-*
    E nem sou muito fã de livro de zumbi, e algo voltado mais pro terror como vc disse.
    Mas acho que vou gostar mesmo assim, parece ser ótimo!
    Adorei!!!

    Beiijos, Nayanne =*
    http://www.bookaholicworld.com/

    ResponderExcluir
  5. Mar,
    Como já disse a outra blogueira, não curto muito histórias de zumbis, mas achei fantástica a temática de "Sangue Quente" após a resenha dela.
    Fiquei verdadeiramente entusiasmada para lê-lo e não poderia ter sido diferentes com seus comentários críticos e as quotes muito bonitas disponibilizadas.

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  6. Adorei sua resenha, estou com mais vontade de ler este livro agora!

    adpiagge.blogspot.com

    @alef_dp

    ResponderExcluir
  7. Oi Mar!

    Eu super quero esse livro, ele parece bem intrigante.Quase o comprei hoje, mas por querer ainda mais outros, ele ficou pra depois..

    Só o fato dele absorver as memórias das suas vitimas, já me deixar super a fim de ler..

    Bjs até ^^

    ResponderExcluir
  8. Sinceramente, acho bizarro um zombie se apaixonar, ele ta morto oras bolas, mas mesmo assim tenho muita vontade de ler ele.
    Parece ser bem interessante e assim que der pego ele para ler.
    Nossa menina, namorado ciumento é complicado, isso não dá certo comigo porque eu sou bem sossegada ahuahuahau, se tá junto é porque confia né?
    Espero que as coisas tenham se acalmado mesmo para você.

    Bjsss
    www.frozenlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Mar.
    Tenho que admitir que um livro que fale sobre a história de amor entre uma humana e um zumbi é algo diferente. Não que romances entre humanos e seres sobrenaturais sejam inéditos, mas achei interessante a história desse livro.

    Ah! Preciso pedir desculpas por ter sumido do seu blog. Estava com pouco tempo por causa da faculdade e da Bienal do Livro, mas prometo compensar com mais visitas. xD

    Bjs
    Gabi Lima
    http://livrofilmeecia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi!!!

    to lendo esse livro agora e até então estou gostando bastante, concordo com a sua opinião sobre as imagens no começo de cada capítulo!!

    :D

    Prólogo da Leitura

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016