Louca sua miga

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Book Tour - Apátrida

Apátrida - Book Tour


Olá leitores, venho com uma eufórica sensação avisar para vocês que o Book Tour do blog Selo Brasileiro, ja iniciu. E como eu havia comentado por aqui, estou participando. Infelizmente estou enrolada com a resenha de Crescendo (estou enrolada estudando, lendo o livro Crescendo, criando a apresentação de dança do teatro e ainda pariticipando do Book Tour e postando no meu blog) eu acho que já entendeu a minha tamanha enrolação. Enfim, esse post não é para comentar o quanto eu sou enrolada para "desenolar" as minhas coisas; E só pude fazer esse post hoje, e agora, pois eu perdi o ônibus para a minha aula de teatro, e tive de ficar em casa. Irei para o objetivo do post... Apátrida. Um livro de Ana Paula Bergamasco, com uma capa incrivelmente linda. Recebi ele aqui... e quando abri fiquei admirada com a capa. É linda. Provavelmente, daqui a 15 dias terá a resenha dele aqui, pois esse é o prazo estabelecido para cada participante do Book Tour ler cada livro. Vocês podem esperar . Para quem se interessou, e quer dar uma chance para os autores brasileiros, a sinopse segue o post.





Sinopse:

Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições. Finalista do Prêmio Sesc de Literatura de 2009.






sábado, 23 de abril de 2011

O Diário de uma Assasina

O Diário de uma Assassina - O Livro

Divulgação "Não param para te ajudar, mas param para atrapalhar. " Esse é o mundo o qual compartilhamos. Prazer, Julea. Um nome simples para uma adolescente normal, que vive uma vida pacata, com problemas comuns, e um final indiscutível. Não passo de uma garota de 15 anos problemática, carente de atenção, com dificuldade na escola, e principalmente no amor. Meu maior problema? Estar viva. Não é uma tarefa fácil viver, ainda mais quando não querem te escutar. E piora quando você mesma está cansada da sua história. Não quer repeti-la. As pessoas de fora não querem prestar atenção em você. Isso cansa. Eu estou tentando chamar atenção. Ouça-me. Leia-me. Guarde meu nome. Não esqueça que um dia eu existi. Lembre-se que igual a você, não tem ninguém. Só há pessoas com os mesmos problemas, mas com diferentes tácticas para solucioná-los. E é isso que me diferencia de todos. Ou talvez, eu seja comum e previsível. Mas isso não basta. Não para mim. Não para o mundo que me consome.



Você leu um "depoimento" da personagem principal do livro O Diário de uma Assassina, Juea. O queal é escrito por mim (dona do blog. Prazer, Mar) . Venho há tempo, elaborando a história, com cuidado para que ficasse real, bem parecida com a vida dos adolescentes atuais. O que não é muito difícil observar, basta olhar para o convívio de pais e filhos (englobo também os meus) , e ver que não é o que a teoria manda. Ou pelo menos mandou há um tempo.
Desses pais, resultaram filhos órfãos. Digo órfãos, porque hoje pai e mãe praticamente servem para comprar e pagar. Não sendo insensível claro, mas eles mesmo ensinam isso para nós. "Xingue eles, eles te olham com cara feia. Gaste dois mil reais no cartão de crédito deles e não pague, você estará de castigo pelo resto do ano." Difícil achar alguém que não foi criado assim. Não é culpa deles? Culpa da sociedade? Culpa de quem? Sei lá. Isso não há resposta.
Irei trabalhar na divulgação desse livro, por algum tempo. Infelizmente, estou só providenciando do download do livro, pois estou juntando dinheiro para publicá-lo (se Deus quiser).



Para quem se interessar em ler , clique aqui e vá para a página direta do livro no blog, onde encontrará o download em formato PDF (e-book) e também em DOC (para impressão).



Espero que muitas pessoas se identifiquem com o caso dessa garota. Comum e diferente ao mesmo tempo. Para ler a snopse, basta clicar em "O Livro" , no menu.



Para mais informações, entre em contato:






quinta-feira, 21 de abril de 2011

Voltando

Olá leitores,
venho pedir milhões de desculpas pelo atraso da resenha de Crescendo, as poucas informações sobre a promoção que está rolando no blog, e a falta de posts novos. Para quem acompanha o blog, sabe que eu não estava bem emocionalmente e que isso estava me atrapalhando tanto na escola quanto na elaboração dos posts do blog. Nada ficava bom para eu postar, digamos que eu não estava com muita cabeça para postar. Enfim, mas agora estou viva novamente, bem viva. Estou no estágio final do livro que estou lendo, estou preparando a resenha, e o vídeo da Caixinha de Correio, que infelizmente também não tem muita coisa, porque como já disse, estava com a cabeça na lua. E infelizmente irei ter que adiar um pouco o resultado da promoção, já que eu não tive muito tempo para divulgá-la.
Caso tudo ocorra bem, amanhã mesmo terá a resenha aqui no blog, e no sábado terá o vídeo da Caixinha de Correio. Vou correr um pouco, para tirar o atraso dessa semana; Espero que me entendam, afinal, quem nunca teve uma crise de existência?
Se não teve, ainda irá ter.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Eu te amo.

Olá leitores,
queria agradecer primeiramente muitos blogueiros e blogueiras que me mandaram um apoio através de comentários no meu post anterior. Agradeço mesmo, já estou bem melhor; Sabe, é bom ler tudo o que você passou, depois de alguns dias. Não que esteje tudo a mil maravilhas, mas também não está como antes. Enfim, venho pedir desculpas pela enrolação da resenha de Crescendo. Estou um pouco enrolada com escola, e com o livro Dom Casmurro que tenho que ler para a escola também. Irei ver se providencio uma resenha legal, caso alguém também precise...
Nesse final de semana deve sair a terceira "Caixinha de Correio" , estou enrolando com esse post também, até cheguei a perder o praso do Clube do Livro da Abbs, peço desculpa também. (quanta desculpa né? )
Vamos ao post, então irei postar um textinho mínimo que eu escrevi no mesmo momento que escrevi o outro. Fala quase do mesmo assunto, mas um pouco diferente. Mas acho que vai ter bastante gente que irá se identificar...

Eu te amo.
Posso não ser quem você ame. Também não tenho o padrão de beleza atual.
Consideram-me infantil. Mas sou quem pode fazer-te feliz. Talvez. Não sei se sua concepção de felicidade é a mesma que a minha. Mas tenho certeza que você não é feliz, perante a concepção universal.
Tento fazer-te olhar para mim, mas não ganho nada além de uma leve olhada despercebida. Minha imaginação delirou, deu voltas no mundo, criando esperanças dentro de mim, criando espectativas de um amor inexistente. Meus olhos percorriam cada letra sua pelo computador, procurando algum sinal de recíproco amor, mas nada achava além de luzes frias, que ofuscavam não apenas meus olhos, mas meu coração de desgosto, e desilusão. Não irei mentir, ainda penso em você. Mas me dói saber que tudo o que pensei, você nunca pensou, e também nunca irá saber.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Degrado-me

Olá meus leitores prediletos. Enfim, quero desculpar-me com vocês por tamanha ausência. Mas vocês conhecem aquele pedaço de uma música: "num estado emocional tão ruim, me sentindo muito mau... perdido, sozinho, errando de bar em bar... procurando não achar". Não que eu esteja bêbada pelos cantos!! Nem bebo, mas estou mau. Quem quiser pular essa parte, pode pular... lá embaixo tem o textinho de reflexão... mas eu tenho que me desabafar sabe. ... Não bastasse uma vida complicada em todos os apectos, agora dei para tirar notas baixíssimas, e quando eu falo baixíssimas, são quase no fundo do poço mesmo. Eu nunca fui assim; Mas não estou esquentando, estou cansada. E isso porque estou no segundo ano do Ensino Médio. Eu tenho até medo de escrever algumas coisas aqui, porque tem muita gente conhecida que lê as vezes, (então se você convive comigo, pare imediatamente de ler) . Para bobiar, eu ainda estou perdida não só apenas na escola, quanto na amizade, quanto no coração. Caramba não irei falar nomes nem nada sabe, porque repetindo tem gente que lê, mas caramba... eu estou mau. Eu sei que o garoto que você está afim não gostar de você, eu acho que até compreenderia , não gostaria mas aceitaria. Mas... você ter dúvida de que o garoto que você é tão afim, está afim de uma amiga sua, aí sim ... É complicado. Porque você não pode fazer nada, você não é ninguém, nem para ele... e talvez nem para ela. Complicado não? Eu não sou lá de desabafar com as pessoas... tenho amigos maravilhosos... mas, quase nunca abro totalmente meu coração. A não ser para o meu diário, e as vezes aqui no blog ( que se pensar, é bem pior do que contar para um amigo) , mas o importante é que eu me sinto bem escrevendo aqui. Vamos parar de enrolar... Então, esse textinho é uma sensação minha. É uma descrição do que está se passando dentro de mim; Fiz outro, mas depois eu posto. Espero que gostem e se identifiquem.

Degrado-me Sei que não há chances. Sei que ele me usa, também sei que isso é uma forma de manipular para conseguir o que ele quer. Sei que tudo foi minha imaginação, meu inconsciente e meu consciente delirando, buscando uma felicidade falsa, de mentiras baseadas na vida real. Sei que mesmo eu sabendo de tudo, prefiro acreditar que há algo, e que ele realmente pensa em mim, como eu penso nele. Sei que eu pareço uma criança, com seu primeiro amor, não sabendo o que fazer , mas a verdade é que estou perdida. Sei que ele só quer ter uma amiga, para desabafar,conversar... mas eu não quero isso. E ele não sabe, e não entenderia. Ele só quer uma amiga. Apenas uma amiga. Mas eu não quero. Quero ser amiga... Mas quero mais. E eu não vou ter. Por isso acho que estou degradando... me decepcionando comigo mesma, porque estou desistindo... não só dele, mas de mim.

domingo, 3 de abril de 2011

Selo Brasileiro - Book Tour

Convido à todos as pessoas que possuem blogs literários, para participar no Book Tour, do blog Selo Brasileiro. São vários livros que rodam entre os leitores , entre ele Apátrida, A morte do Cozinheiro e Teia Virtual.
Para participar é simples, basta se inscrever nesse link: aqui. Estão faltando principalmente blogs de regiões sem ser São Paulo. Se você se interessou, e é de outra região sem ser São Paulo, participe! Eu já entrei, e você?
 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016