Louca sua miga

quarta-feira, 9 de março de 2011

A Mediadora - vol.4

A Mediadora. vol.4 - A hora mais Sombria -
Gente, comprei hoje o livro Crescendo , da série Hush Hush, vocês podem esperar a resenha dele *-* Fui para comprar Destino da Ally Condle, mas não tinha acredita?
Críticas notáveis (particulares):
A hora mais sombria é o quarto volume da série "A Mediadora", da autora Meg Cabot. Devo confessar que li apenas o primeiro livro da série, e pulei direto para o quarto. Sinceramente? Não tive dificuldades por pular tantos volumes da série, mesmo porque , pelo que percebi não mudou muita coisa desde o primeiro. É como as histórias sobrenaturais atuais, começam de um ponto e terminam no mesmo ponto.
Devo alertar sobre a escrita informal de Meg. Muitos leitores adoram o jeito de como a autora escreve. Nada contra os leitoras. Mas... Sinceramente ? Até gosto, foi um dos únicos livros que li sem um dicionário ao lado. Mas isso é simplesmente um livro para perder tempo, porque você tem um vocabulário repetitivo, e que muitas vezes é igual à fala. Fora o fato de Meg , por várias vezes, colocar a expressão: Você sabe e Quero dizer inúmeras vezes em um único parágrafo. Tinha horas que eu queria jogar o livro longe, de tanta irritação de ler toda hora: Você sabe, ou quero dizer.
A história não revoluciona absolutamente nada. Quando li o primeiro volume, realmente gostei, mas é porque eu estava começando a ler , e para leitores que querem algo descontraído e quem não leem muito (principalmente estórias sobrenaturais), é realmente bom. Agora, para quem já leu bastante coisa sobrenatural, ou até mesmo romances, a estória torna-se cansativa e repetitiva, de modo que você já presume tudo o que vai acontecer. É aquela antiga e conhecida estória de amor proíbido, o cara incrivelmente sexy e a garota não muito bonita e frustrada. Vamos buscar algo em nossa mente... Crepúsculo? (vou parar por aqui, porque senão irei apanhar dos fans da Meg).
Obs: Ah, cá pra nós, chega desses títulos: A Hora mais sombria, terra de sombras, daqui a pouco irá ser: sombras no meu quintal . (pelo amor de Deus, sejam criativos!! Nós pagamos 30 reias, quando não é mais caro, em um livro para ler um título repetitivo? Compensa mais comprar apenas um livro, e ficar relendo o título repitidas vezes, )

Contra-capa do livro:
Porque o negócio é que, mesmo estando morto há 150 anos, Jesse é realmente um tremedo gato - muito mais do que Paul Slater... ou talvez eu só pense isso porque estou apaixonada. Mas de que adianta? O cara é um fantasma. Sou a única que consegue vê-lo. Não posso apresentá-lo à minha mãe, nem levá-lo à festa de formatura, nem casar com ele, nem nada. Não temos futuros juntos.

Resumo:
Suzannah Simon, permanece com o dilema do primeiro livro ( A Terra das sombras), o amor que ela sente por um fantasma, que só ela consegue ver. Suze acaba por arrumar um emprego, em um hotel, como babá. Ela cuida de um garoto de poucos 8 anos, Jack, que não faz nada como uma criança normal . Suzannah descobre que o problema de Jack, é o fato de ele ver "gente morta". Ela explica para o garoto que isso seria um dom para ele, e que ela possui o mesmo dom. O garoto muda, torna-se uma criança normal, chega a sair e a agir como uma criança de seus meros 8 anos. Os Slater, os pais de Jack , ficam muito agradecidos à Suze.
O irmão mais velho de Jack, descobre que Suze falou com o o caçula , que ele era mediador, e a chantagia. Fazendo-a sair com ele, caso não saisse, todos saberiam o que ela falou para o menino. Suze acaba cedendo, e saindo com ele. Quando Suzannah volta para casa, percebe que Jesse sumiu.
Andy, padrasto de Suzan, resolve cavar um buraco para a montagem de uma mini-piscina no quintal de sua casa, e acaba encontrando um esqueleto enterrado. Suze percebe que o esqueleto , é de posse de Jesse, e deduz que Jesse foi embora por esse motivo de ter sumido.
Suzannah pede à sua amiga Cee Cee, que faz estágio no jornal local, que publique a história de Jesse, Hector de Silva, e seu suposto assassinato.
Suzan desobre que Jesse foi exorcizado por Jack, com ajuda de Maria de Silva ( com quem Jesse iria casar, mas recusou-se após saber de seu caso com o traficante de escravos Felix Diego), e decide que irá trazer Jesse de volta caso ele queira. Suzannah pede ajuda de Jack para se exorcizar, mesmo com a reprovação do padre Dominic.
O padre a encontra no meio do culto, e a leva para a igreja, para fazer um exorcismo com mais segurança. Quando sua alma descola de seu corpo, ela flui para um lugar escuro , e cheio de névoa. Onde encontra um porteiro, que a aceita por ser mediadora, e a avisa para não ir para a luz, e nem para a abrir nenhuma porta do corredor.
Suze encontra Jesse, e para sua surpresa, também Paul. Ela tinha apenas 30 minutos para conseguir achar Jesse e voltar para seu corpo, e seu tempo já estava se esgotando, quando ela viu que a corda que ela tinha amarrado em sua cintura para não se perder, e saber o caminho de volta, estava rompida. Maria de Silva tinha rompido sua corda, e se ela não conseguisse achar a saída, ela nunca mais iria voltar a ter posse de seu corpo, e estaria morta, assim como Jesse. Suze acaba desistindo de viver, mas Jesse não quer vê-la morta, e continua procurando a saída. Após um confronto entre Paul e Jesse, Jack aparece no final do corredor, com uma corda em sua cintura e chamando Suzannah. Os dois seguem Jack até a saída. Quando Suze volta ao seu corpo, ela percebe que foi atingida por uma estátua, e que sua barriga doía. Maria de Silva e Felix Diego estavam em confronto ali na igreja, a crença do padre que os dois eram católicos , e não fariam nada de mau dentro da igreja, estava sendo deixada de lado.
Jack e Suzannah exorcizam Maria e Diego, fazendo-os irem para o lugar onde deveriam estar há muito tempo. Suzannah pergunta a Jesse se ele quer ficar nesse mesmo mundo que ela, ou quer seguir o seu caminho. E ele decide que quer ficar com ela.

Quotes:

Enquanto isso , lembre-se: se você der um peixe a um homem, ele comerá por um dia. Mas se ensiná-lo a pescar ele comerá todo o peixe que você poderia ter apanhado para si mesma .

_ Suzannah - Ele me encarou. - Eu tive um século e meio para me acostumar com a morte. Não me importa mais quem me matou, ou por quê. O importante agora é garantir que você não termine do mesmo modo. Agora vai se mexer ou terei de carregá-la?

_ Só estou... olha - falei enquanto ele dava um passo na minha direção. - Só vou ligar para Cee Cee e talvez a gente vá à praia ou algo assim. Porque realmente... preciso de uma folga.
Outro passo na minha direção . Agora ele estava bem na minha frente.
_ Principalmente de conversas - falei de modo significativo, olhando para ele. É disso que eu preciso especialmente de uma folga. De conversas.
_ Ótimo. - respodeu Jesse. Em seguida estendeu as mãos e segurou meu rosto. _ Não precisamos conversar.
E foi então que ele me beijou.
Na boca.

Obs: Apenas lembrando de mais uma coisinha simples, se você leu Sussurro - Hush Hush, deve-se lembrar do final... é super parecido não é? Está faltando criatividade nesses escritores!

18 COMENTÁRIOS:

  1. já li toda a série mediadora, já tem algum tempo que eu li, por isso não me lembro muito bem, mas quanto à escrita da Meg, é que você tem que ver que ela representa uma adolescente, e mais importante que isso, uma adolescente americana, e as expressões, 'você sabe' e 'quero dizer', em inglês 'you know' e 'I mean', são realmente MUUUUITO utilizadas no vocabulário americano, não é exagero da autora, na vdd a culpa por isso não é nem da Meg, e sim da tradutora, pois ela deveria incorporar algo que nós costumamos falar mais comumente, e bem, eu não costumo falar, você sabe e quero dizer nas minhas frases, você costuma? não, é pq realmente não é o costume brasileiro, no entanto é o americano. Não sei se você assiste séries em inglês ou filmes, ou se quando você assiste você presta atenção nos diálogos originais, sem prestar atenção à legenda, se você fizer isso vc vai notar que isso é mais comum entre eles do q vc imaginava, eu, por exemplo, por ver muita série e filme peguei esse costume, no entanto eu não consigo falar isso em português, pois soa estranho, nas minhas frases eu sempre jogo um 'I mean', e te digo que é super sem querer, pois já acostumei, quando falo com alguém q não sabe inglês a pessoa logo olha estranho e eu me ligo, então, não pensa errado da Meg não pq isso nem é culpa dela, se for culpar alguém culpa a Galera Record =D

    mas então sobre a série em si, realmente acho a mais fraca da Meg, e no final eles realmente apelam, fiquei super desapontada, tb acho ela uma perda de tempo, mas enfim, é isso flor, bjooos ;**

    ResponderExcluir
  2. Hunn, a Mediadora, muita gente fala bem dessa série e eu realmente adoro a Meg, ainda não tive tempo de ler mas assim qe der uma folga vou começá-la. Adorei a resenha, bem detalhada, destacando todos os pontos importantes, parabéns.

    Ah! Mar, é verdade, a maioria das pessoas compram livros, principalmente Fallen, pela capa, e não adianta dizer que a beleza (o físico) não importa, importa sim, e isso vale para tudo, pessoas, livros.. É o mundo onde vivemos neah, fazer o qe? haha

    Beeijos fofa
    Jaine - Little Things

    ResponderExcluir
  3. Ai Mar, também acho que esta tudo muito repetitivo. Gostei da história, até me interessei, mas concordo com você com o fato de que o tema ' garotas frustradas + meninos lindos e sobrenaturais = amor e ação' esta muito repetitivo.
    Eu já li vários livros com esse tema e gostei muito de todos (principalmente Crepusculo, sou fã - me ache esquisita.), mas também acho que deveriam mudar um pouco e sair disso.
    Prefiro coisas sobrenaturais, mas não sempre com o mesmo tema né..

    enfim, já fiz o download de O diário de uma assasina. Confesso que já li as ultimas frases e quero começar logo a ler.
    Ah, eu queria saber se você aceita que eu crie uma resenha quando terminar de ler no meu blog, com criticas e elogios (é lógico) ?

    beijos *-*
    Bárbara- Jovens Leitoras

    http://madaboutbookss.blogspot.com/

    PS: falo demais!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mar,
    To louca para ler essa série, mas tenho muitos livros na frente.
    Qto a sua proposta de parceria aceitamos sim vou está colocando seu link lá no Mix Literário Ok?
    Bjos
    Patrícia Campos
    Mix Literário.

    ResponderExcluir
  5. HSUAHS . tb acho que tenho essa opinião por ter lido livros demais com esse tema!
    ah, obrigado pela força *.*
    e já estou seguindo. achei que já estava mas não *o*
    enfim, estou seguindo ;]

    bjs
    bárbara - jovens leitoras

    http://madaboutbookss.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Flor! lindo blog!
    Eu tenho lido bastante livros com temas sobrenaturais,mas ainda não me cansei,rsrs
    Essa resenha está ótima e bem explicativa.
    Parabéns!

    Beijos!
    by Carla

    www.blogmeureino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Mar, acredita que tenho os três primeiros livros da série e não li ainda, fila enorme, fazer o quê! Mas está na fila, rsrsrs

    A Paty já falou, mas estou reforçando, Parceria, é claro que sim!

    Bjos do Mix.

    ResponderExcluir
  8. Oi Mar!
    Adorei sua resenha, apesar de você não ter gostado da série A Mediadora e eu ter adorado. Adoro resenhas sinceras xD
    Também cansei de títulos "das sombras". Eu até confundo os livros por causa disso. Por que não mantém o nome original, né!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Gosto tanto da Meg! Não conheço essa série mais adoro tanto a meg.
    Bem... talvez a série não seja boa realmente.

    Bjss

    http://comessaseoutras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. opaa!!!
    se topo parceria???
    jáh ta topado!!!
    YUP

    ResponderExcluir
  11. Acho que não vou gostar do livro, parece informal demais. E como adoro literatura sobrenatural, não quero estragar isso. Adorei sua resenha, mesmo assim, beijos!

    ResponderExcluir
  12. Hey (: Nem sei se já passei aqui pelo blog, mas se passei ainda não tinha seguido UAHSUAHSU Eu ainda não li essa série de livros, todo mundo fala que é muito bom, mas sei lá, não sei se leria. Adorei a resenha (:

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  13. Nossa, eu realmente não lembro do seu blog, deve seer por causa do layout mesmo, porque sua foto não me é estranha UASHAUHS sério que o banner não está lá? Ah meldels, tem alguns banners que não estão aparecendo, preciso arrumar lá. De todo jeito, não sei o que aconteceu, mas vou colocar seu banner lá de novo então (:

    ResponderExcluir
  14. 0/

    jáh ta minha lista de comparsas lá no meu blog *-------*

    adorei o seu blog e logo,logo lerei o seu livro!!!

    gostei da sinopse

    bjoks

    ResponderExcluir
  15. olá.
    adorei seu blog e estou seguindo.
    me segue de volta?
    www.amorimortall.blogspot.com
    beijos

    ResponderExcluir
  16. Nossa, eu vou chorar, detonou a Meg T.T
    Eu li todos os livros da série, e realmente gostei, adoro a Meg e a escrita dela, mesmo que no seu ponto de vista seja meio repetitiva, enfim, gosto é gosto né?
    Experimenta ler A Garota Americana, é muito divertido, e não acho que seja muito clichê ou algo assim.
    Beijos

    http://lalalajustme.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi é a 2ª vez que encontrei o teu blogue e gostei muito!Espectacular Trabalho!
    Cumps

    ResponderExcluir
  18. Eu li a serie toda,e apesar da repetitividada,da historia ser um tanto previsivel e da escrita informal, eu gostei ! Acho que é mais um livro pra quem quer se destrair, ou pra ler numa tarde tediosa de ferias.Adoro todos os livros da Meg ( apesar de no começo do livro,já sabermos qual é o final, Meg é bem previsivel) e gostei muito da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá, escreva o quanto e o que você puder...

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016