Louca sua miga

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Livro "Boneco de Pano" - Daniel Cole

LIVRO "BONECO DE PANO"

O ENREDO DO LIVRO

Na trama, temos o detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, de volta à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de sua explosão emocional em um tribunal e agora apenas fazendo o trabalho burocrático. Agora ele tem um caso poderoso nas mãos: um boneco de pano.

Seis pessoas foram assassinadas e suas partes foram montadas em um retalho humano. No entanto, o caso se transforma em algo pessoal quando o boneco em questão está com o dedo apontado para o apartamento de Wolf do outro lado da rua. E a cabeça do boneco é do criminoso que estava na cadeia, o criminoso que o levou para o tratamento psicológico. O que será que isso tudo significa?

Para deixar tudo ainda mais intrigante, sua ex-mulher Andrea Hall recebe um envelope com fotos do boneco, além de uma lista com os nomes das próximas seis vítimas. E o último nome da lista é do próprio Wolf.

Correndo contra o tempo, Wolf com a ajuda de Emily Baxter, Terrence Simmons, Alex Edmunds e companhia, tem que descobrir quem é o assassino antes que mais pessoas venham a morrer.

PRIMEIRA PÁGINA

NARRAÇÃO E EDIÇÃO FÍSICA

A edição está caprichada e a parte interna da capa e contra capa estão decoradas com linhas e sangue. Narração está em terceira pessoa com foco em Wolf, mas muitos outros personagens tem sua vez de falar. E um deles para mim fez toda a diferença.

O LIVRO NO GERAL

Boneco de Pano é um thriller intrigante, mas desgastante também. O livro tem uma premissa bem bacana, mas é equivocada. Tanto por não ser exatamente como está na sinopse, quanto por passar a impressão de que foca em Emily e Wolf. A história permeia por outros personagens que fazem bastante diferença na trama.

Não achei o final ruim como algumas pessoas acharam. O que me incomodou foi o livro no geral. O autor Daniel Cole demorou demais a desenrolar algumas partes acrescentando algumas cenas desnecessárias, colocando alguns personagens bem chatos, pulação de cena com coisas que ficávamos sabendo só depois como se não fosse nada e principalmente pelo livro ser narrado em terceira pessoa e o autor mudar o foco da narração aleatoriamente para outro personagem. Mesmo ele citando os nomes, alguém mais desatento (como eu) pode acabar se perdendo.

No geral, quem me ganhou no livro foi o personagem Alex Edmunds. Apesar de ter 25 anos e ser bastante desacreditado nesse livro, ele se mostrou apto e com uma mente brilhante para ligar pontos que ninguém mais notava. Ele é de longe meu personagem favorito!

LIVRO "BONECO DE PANO"

Boneco de Pano não é um livro ruim, mas quem for ler, já recomendo não ir com muita sede ao pote como eu fui. Com certeza fará melhor leitura assim.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Livro "Um Tom Mais Escuro de Magia" - V.E. Schwab

LIVRO "UM TOM MAIS ESCRUTO DE MAGIA"

O ENREDO DO LIVRO

Nesse mundo fantástico de Um Tom Mais Escuro de Magia temos quatro Londres: a Cinza, a Vermelha, a Branca e a Preta. A primeira é a sem magia; a segunda é onde a magia convive com seus habitantes de forma pacífica; a terceira é onde as pessoas tentar controlar a magia a todo custo e acabam gerando violência em todo o reino; e a última é onde tudo foi consumido pela magia, perdendo totalmente o equilíbrio do mundo.

“O mundo precisa de equilíbrio. A humanidade de um lado, a magia do outro. As duas existem em tudo o que vive; em um mundo perfeito, existe uma espécie de harmonia, e nenhuma ultrapassa a outra.” Página 197

Kell mora na Londres Vermelha e é um Antari, um Mago de Sangue. Antaris têm a habilidade de viajar entre as Londres livremente. Com essa habilidade, Kell é um embaixador do império Maresh. Ele trás e leva informações entre os reinos para que esses continuem conectados de alguma maneira. Porém, por trás disso, Kell também é um contrabandista, trazendo e levando objetos entre as Londres para aqueles que se interessam. No entanto, essa vida oculta acaba trazendo consequências desastrosas.

Delilah Bard, chamada de Lila, é uma ladra habilidosa da Londres Cinza. Com cartazes espalhados a sua procura, ela tem orgulho de suas habilidades e tem a aspiração de poder ser livre de verdade, sair da cidade e ver o mundo. Lila também se cuida sozinha há anos e sabe que não deve depender de ninguém. É mais fácil ficar sozinha do que dar espaço para que outros possam vir a se aproximar. Enquanto não realizar seu sonho, tem que roubar para se manter e um desses roubos acaba mudando sua vida.

Kell e Lila acaba se encontrando e não parece ter sido um mero acaso do destino. Os dois juntos vão tentar acabar com o mal que anda rondado as Londres.

LOMBADA LINDA!

NARRAÇÃO E EDIÇÃO FÍSICA

Adoro a capa desse livro. As quatro Londres expressas na capa e também o nosso Kell ficaram maravilhosos! As folhas são de boa qualidade e a divisão de capítulo é feita em partes de assuntos. A narração está em terceira pessoa, mas com foco em Kell e Lila, mas em algumas cenas surgem algum outro personagem aleatório.

O LIVRO NO GERAL

Lila não tem medo de nada. A garota rouba tudo, de livros até moedas dos transeuntes. É aventureira e impetuosa e isso faz parte de todo o charme da personagem. Mas confesso que apesar de ter gostado dela em alguns momentos, teve outros que acabei não gostando. Esse jeito de meter as caras sem pensar nas consequências acabou me irritando um pouco. Na primeira cena de encontro dela com Kell, fiquei com coração na mão e já estava prevendo tragédias!

Kell é o tipo de personagem que você respeita! Com bons sentimentos e sempre leal, ele protege a quem ama a qualquer custo. Mas também sente que algo lhe falta e com isso acaba fazendo algumas escolhas erradas. Essas escolhas acabam despertando o interesse de alguns inimigos sombrios. Também temos um mistério que rodeia Kell: o passado. Seu passado é um enigma que nem ele mesmo sabe. Minha curiosidade para o livro seguinte é imensa. Quero muito saber a origem desse personagem!

Preciso dizer que eu sou uma pessoa difícil para ler livros de fantasia, mas esse ano estou me superando nesse quesito. Um Tom Mais Escuro de Magia foi uma grata surpresa, pois eu não esperava gostar tanto dessa história fantástica. V.E. Schwab é realmente uma escritora genial de fantasia.

Um Tom Mais Escuro de Magia faz parte da trilogia Tons de Magia. A autora V.E. Schwab tem outros livros lançados aqui no Brasil: A Melodia Feroz que saiu pelo Selo Seguinte, A Guardiã de Histórias pela Bertrand Brasil e A Bruxa de Near pela Planeta dos Livros Brasil. Quanto livro! Para quem não sabe, a autora estará aqui no Brasil na Bienal do livro do Rio. Ela vem lançar o segundo livro da trilogia Tons de Magia. Como eu queria ir!!!

LIVRO "UM TOM MAIS ESCRUTO DE MAGIA"

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Livro "O Mistério dos Cavalos Alados" - Megan Shepherd

LIVRO "O MISTÉRIO DOS CAVALOS ALADOS"

O ENREDO DO LIVRO

Emmaline é uma criança que vive no Hospital Briar Hill, Inglaterra. A menina está doente, mas vive ali no hospital principalmente por conta do país estar em guerra contra a Alemanha. Um pouco isolados do mundo externo, a vida de Emmaline ali é pacata na medida do possível já que temos várias crianças no hospital e algumas não tão gentis com a menina.

Desde sua chegada ao hospital, Emmaline percebe algo peculiar: os espelhos do hospital refletem um outro mundo, um mundo onde existem cavalos alados que apenas ela vê. Como ninguém mais percebe a existência desse mundo nos espelhos? Cansada de ninguém acreditar nela, Emmaline deixa esse segredo guardado para si, porém as coisas mudam quando um égua branca surge do outro lado do muro do hospital. A égua se chama Lume de Luar e está com uma das asas feridas. Emmaline decide cuidar dela até que esteja forte o suficiente para voltar para o seu mundo. Mas não será fácil, pois o Corcel Negro está atrás de matá-la.

NARRAÇÃO E EDIÇÃO FÍSICA

A edição está muito linda! Na parte interna da capa e da contracapa temos desenhos de estrelas. A parte física do livro está um charme só, a Plataforma 21 está de parabéns. A narração está em primeira pessoa com a visão da pequena Emmaline.

CONTRA-CAPA

O LIVRO NO GERAL

Emmaline é uma garota fora do comum. Bastante teimosa e persistente, ela guarda segredos e vai nos revelado pouco a pouco durante a narrativa. Segredos sobre o seu passado que permanece escondido do leitor. Com sua teimosia, ela se encarrega de proteger Lume de Luar da melhor maneira que pode, procurando objetos com as cores do arco-íris como foi instruída por Lorde dos Cavalos. A persistência da garota em proteger quem ama é comovente.

Temos outros personagens como Thomas e Anna. Os dois são os únicos que acreditam em Emmaline. Temos também Benny, um garoto pouco mais velho que nossa protagonista, que muitas vezes inventa história para assustar as crianças. Mas em certos momentos vemos o quanto o garoto é apenas uma criança tentando sobreviver ao trauma da guerra. As marcas em cada um dos personagens são profundas e não devem ser menosprezadas.

“O Benny me emprestou seu objeto mais querido. Será que eu flutuei até um mundo diferente, mais gentil?” Página 198

O Mistério dos Cavalos Alados é um livro doce e dramático ao mesmo tempo. Mostrado com a versão de uma criança, o livro se torna leve e agradável, mas não se engane achando que é bobo. A história tem sentimento e emoção, pois ao redor de Emmaline existe muita dor e conflito. E o final ficou de uma sutileza genial. Tudo é possível!


LIVRO "O MISTÉRIO DOS CAVALOS ALADOS"
Megan Shepherd escreve o livro com um tom fantástico encantador. Acredito que os fãs de Pollyana, A Princesinha e Jardim Secreto vão se identificar facilmente com esse livro. Confesso que demorei para terminar a leitura do livro, mesmo ele contendo apenas 208 páginas. Não tenho o costume de ler esse tipo de livros, então acabei protelando o livro. Mas nada que não faça a beleza da história ser apagada. Recomendo!
 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016